Catador de lixo dá a volta por cima e revela como conseguiu passar em universidade federal


Ainda hoje muitas pessoas não acreditam que o hábito da leitura pode trazer muitas conquistas. Este catador de lixo conseguiu abrir uma porta para estudar em uma universidade federal graças ao seu gosto pela leitura e sua enorme vontade de se tornar professor.

Aos 24 anos de idade, Carlos César Alves Correa, depois de trabalhar desde cedo como catador de lixo, o jovem foi aprovado no curso de Letras na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Hoje ele conta sua história e inspira várias pessoas pobres a ler, estudar e iram em busca de seus sonhos.

.

Carlos foi criado pela mãe e a avó, passou a infância recolhendo lixo de manhã e indo a escola a tarde, a noite ficava em sua casa que era feita de madeira velha. O estudante inclusive, conta que quando o vento estava muito forte a telha voava. Sua família ainda tinha uma égua que era responsável por puxar a carroça de materiais recolhido nas ruas. Certa época, até mesmo teve que parar de estudar a fim de conseguir mais dinheiro para a família.

A família de Carlos, assim como algumas outras, recebiam doações das pessoas que sensibilizavam com a causa. As vezes, livros eram doados e Carlos adorava. Aos dez anos de idade, leu um livro que fez despertar nele o desejo de ser professor. A história pela qual o estudante se identificou muito narrava a trajetória de um jovem pobre que queria estudar, porém não tinha recursos. Foi então que, mais tarde, Carlos, através de visitas a bibliotecas públicas e sebos, conseguiu passar no vestibular. Ele também teve o auxilio de cotas, raciais, por renda e por ter estudado em escola pública.

Esperamos que os brasileiros sigam o exemplo de Carlos.


Like it? Share with your friends!

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win
admin