As 15 melhores vilãs das novelas que nos fizeram mais amá-las do que odiá-las


PUBLICIDADE

Me diz: quem não ama um bom vilão? Não há como negar: as gerações passam, mas os personagens marcantes continuam e tornaram-se parte da cultura brasileira. E que país que adora uma novela, não?

Os mocinhos também têm seu espaço em uma boa trama, mas não tem jeito: os vilões são – quase sempre nossos favoritos. Pensando nisso, fizemos um compilado de malvados favoritos das novelas para matarmos um pouco a saudade. Sabemos bem que também tem malfeitores inesquecíveis das novelas mexicanas, mas aqui vamos focar somente nas brasileiras, ok?

PUBLICIDADE

Dá só uma olhada nesse ranking e conta pra gente: qual seu favorito?

15 – Ângela Vidal (Claudia Raia)

Novela: “Torre de Babel” – De 25/05/1998 a 16/01/1999

Ângela era uma vilã seca, invejosa e a primeira antagonista de Claudia Raia. Na novela, Ângela com seus cabelos curtos e roupas sombrias prosperava o mal até se suicidar nos capítulos finais.


14 –  Maria Regina (Letícia Spiller)

Novela: “Suave Veneno” – De 18/01/1999 a 17/09/1999

 Maria Regina era arrogante e ambiciosa. Casada e com dois filhos, adorava humilhar o marido na frente dos outros. Trai o esposo, tudo para ficar com o motorista Adelmo, por quem se apaixona.

13 – Chayene (Claudia Abreu)

Novela: “Cheias de Charme” – de 16/04/2012 a 28/09/2012

Diva brasileira do “eletroforró”, se vestia com figurino extravagante e amava mais do que qualquer coisa ser o centro das atenções. Humilhava seus empregados e suas maiores inimigas eram as “Empreguetes”. Suas expressões únicas deixaram saudades, como “curica”, “chumbreguetes” e “perebíase”. Apesar das maldades, Chayene se regenerou no fim da trama e faz muita falta com sua vilã leve e divertida.


12 – Cristina (Flávia Alessandra)

Novela: “Alma Gêmea” – de 20/06/2005 a 10/03/2006

Em “Alma Gêmea”, a vilã Cristina ficou famosa pelas suas artimanhas em separar Rafael (Eduardo Moscovis) de Serena (Priscila Fantin). A personagem era movida pelo amor sem fim ao protagonista e marcou uma geração.


11 –Violante (Drica Moraes)

Novela: “Xica da Silva”- de 17/09/1996 a 11/08/1997

Violant é uma vilã carioca e defensora dos bons costumes. É racista, mesmo se dizendo religiosa, sem falar que era extremamente cruel com os escravos e chamava Xica, sua rival vivida por Taís Araújo, de “macaca”. Ficou com mais ódio ainda quando seu noivo, o Contratador João Fernandes (Victor Wagner), se apaixonou e assumiu Xica como sua mulher. Após muitas e muitas maldades sem fim com os escravos, ela foi abandonada em um castelo português por João Fernandes depois de ter perdido a virgindade com ele; ficou louca e acabou internada num manicômio.


10 – Clara (Mariana Ximenes)

Novela: “Passione” – de 17/05/2010 a 14/01/2011

Clara é a típica moça bonita com cara de anjo e que não seria capaz de fazer mal a ninguém, até chagar um momento que consegue enganar todos. Ela não é simplesmente um vilã invejosa e com o coração partido, não. Clara é uma assassina fria e meticulosa, que foi criada pela avó, Valentina (Daisy Lúcidi), que a fez ser abusada por Saulo (Werner Schünemann). Que horror, não? Após enganar muita gente, tentar e realizar diversos assassinatos, foi presa, mas acabou conseguindo fugir. Após simular a própria morte, apareceu numa ilha no Pacífico.


9 – Maria Altiva (Eva Wilma)

Novela: “A Indomada” – de 17/02/1997 a 10/10/1997

Maria Altiva Pedreira de Mendonça e Albuquerque era mesquinha, avarenta, ambiciosa e invejosa. Com seu “Oxente, my God!”, roubou a cena ao defender os bons costumes, mas ser o contrário disso. Maria morre após se recusar a ser salva de uma tapera em chamas, que explode. A risada dela, então, surge da fumaça, com a vilã prometendo voltar. E não é que volta mesmo? De acordo com o autor Aguinaldo Silva, a personagem volta em “Fina Estampa”, quando Eva Willma reviveu Altiva, na pele de Íris.


8 – Félix (Mateus Solano)

Novela: “Amor à Vida” – de 20/05/2013 a 31/01/2014

Não tinha como não amar Félix. Após jogar a sobrinha no lixo nos primeiros capítulos da novela, o malvado favorito queria mais do que tudo alcançar a presidência do hospital da família. Ele fez a irmã Paloma (Paolla Oliveira) ser internada num manicômio, mas nada que tirasse o amor do público por ele. Isso porque Félix tinha as tiradas mais sarcásticas e bordões que deixam saudades, como “salgar a santa ceia” e “mami poderosa”. Mas no fim, tudo deu certo para o vilão amado. Depois de ficar pobre e perceber que dinheiro não é tudo, Félix assumiu seu relacionamento com o famoso ‘carneirinho’, interpretado por Thiago Fragoso. Protagonizou o primeiro beijo gay da TV Globo no último capítulo e terminou a novela cuidando de seu pai (Antonio Fagundes), que ficou doente.


7 – Flora (Patricia Pillar)

Novela: “A Favorita” – de 02/06/2008 – 16/01/2009

Flora mostrou ser a verdadeira antagonista da novela apenas no capítulo 100. Após confessar ter assassinado Marcelo (Flavio Tolezani), todos percebem que aquele rostinho bonito era só aparência mesmo. Ela passou 18 anos na prisão, mas assim que é libertada, faz de tudo para se vingar da sua rival Donatela (Cláudia Raia). Deixou saudades com a famosa música “beijinho doce”.


6 – Laura (Claudia Abreu)

Novela: “Celebridade” – de 13/10/2003 a 26/06/2004

Laura consegue tirar tudo da mocinha Maria Clara Diniz (Malu Mader). Juntas, protagonizaram a cena clássica em que a protagonista dá uma surra digna de Oscar na antagonista, que fica com o rosto desfigurado por hematomas. Ela e o amante Marcos (Márcio Garcia), acabam assassinados por Renato Mendes (Fábio Assunção), outro vilão incrível da novela.


5 – Branca Letícia de Barros Mota (Susana Vieira)

Novela: “Por Amor” – de 13/10/1997 a 22/05/1998

Branca é de origem humilde, mas enriqueceu ao se casar com Arnaldo (Carlos Eduardo Dolabella). Apesar da união de 25 anos, nunca esqueceu Atílio (Antonio Fagundes), seu antigo namorado, a quem ainda perseguia. Era muito cruel com Helena (Regina Duarte), por ter se casado com Atílio, e Nando (Eduardo Moscovis), por ser pobre e apaixonado pela filha da vilã. Termina a trama sozinha na mansão da família, depois suas maldades terem afastado todos os parentes e amigos.


4 – Raquel (Gloria Pires)

Novela: “Mulheres de Areia” – de 01/02/1993 a 25/09/1993

Raquel é a gêmea do mal, o contrário de sua irmã, Ruth. Tem o temperamento forte, mas é extremamente sensual. Se passa por Ruth para ficar com o rico Marcos (Guilherme Fontes), que é apaixonado pela mocinha. Mesmo depois de conseguir se casar, ela continua tendo um caso com Wanderlei (Paulo Betti), a quem realmente ama. No final acaba morrendo num acidente de carro.


3 – Beatriz Segall (Odete Roitmann)

Novela: “Vale Tudo” – de 16/05/1988 a 06/01/1989

A diretora da Companhia Aérea TCA se acha superior a todos, trata mal os empregados e detesta o Brasil. Tentou separar Raquel (Regina Duarte) de Ivan (Antonio Fagundes), para que ele ficasse livre para se casar com sua filha, Heleninha (Renata Sorrah). No fim da trama, a vilã morre assassinada com um tiro e se tornou protagonista de um dos antológicos “quem matou” da teledramaturgia.


2 – Carminha (Adriana Esteves)

Novela: “Avenida Brasil” – de 26/03/2012 a 19/10/2012

Chegou a vez dela! Carmen Lúcia, criado no lixão, tornou-se fria e má. Casou-se com Genézio (Tony Ramos), que tem uma filha ainda criança, e é atropelado por Tufão (Murilo Benício) no começo da trama. Após a morte do marido, se casa com Tufão, um ex-jogador de futebol rico, e leva a enteada para o lixão, para ser criada por mãe Lucinda (Vera Holtz). No final, é presa mas volta para onde tudo começou: o lixão e se arrepende de suas maldades.


– Nazaré Tedesco (Renata Sorrah)

Novela: “Senhora do Destino” – de 28/06/2004 a 12/03/2005

Nazaré, a rainha das rainhas. Tá pra nascer quem tomará seu lugar no coração de todos os brasileiros. Maldades sem fim e a autoestima que todo mundo gostaria de ter, a ex-enfermeira rouba o bebê de Maria do Carmo (Susana Vieira) e dá um golpe da barriga em Luís Carlos Tedesco (Tarcísio Filho). Cria a menina como se fosse sua filha e desenvolve um verdadeiro afeto de mãe por Isabel (Carolina Dieckmann). A maior lembrança que todos têm dela é se seus assassinatos, sempre jogando suas vítimas do alto de uma escada. No fim da novela, sequestra a filha de Isabel, mas acaba entregando a criança e se joga de uma ponte.

Mas e aí: conta pra gente sua opinião! Qual sua preferida e merecia ficar em primeiro lugar?

 

Fonte: Pure People

POSTS PATROCINADOS