Conecte-se conosco

A Boa do Dia

Brasileiro se forma em Medicina aos 90 anos, após sofrer um AVC.

Publicado

em

Depois de uma longa trajetória de esforços bem-sucedidos, nada de pendurar as chuteiras e viver só de lembranças. Valdomiro de Sousa enche seus dias com trabalho, estudo e comemorações. Ele está prestes a completar 90 anos e, no mesmo dia, vai ser homenageado com uma láurea acadêmica pela universidade onde cursa medicina, o Centro Universitário
Alfredo Nasser (Unifan).

O coordenador do departamento, Marinaldo Soares Leite, conta que o aluno do oitavo período estaria se formando neste semestre, caso não tivesse trancado o curso em decorrência de um problema de saúde. “Ele queria tanto essa formatura, que decidimos realizar essa cerimônia no dia do aniversário dele, como uma forma de reconhecer seu esforço e desempenho”, diz o médico.

Não existe história igual a minha

“É uma honra para mim porque não tem ninguém no mundo que tem uma história como a minha, nem se você procurar na China, no Japão”, brinca Valdomiro.

A data, 16 de novembro, merece celebração especial: a cerimônia acontece no ano em que o empresário se recupera de um acidente vascular cerebral (AVC), ocorrido em fevereiro. Para isso, Valdomiro decidiu reunir todos os amigos e familiares numa churrascaria de Goiânia, cidade onde vive e construiu uma carreira inusitada.

Valdomiro em sua fazenda em Querência (MT). A propriedade de 10 mil alqueires está arrendada para plantação de soja
Valdomiro em sua fazenda em Querência (MT). A propriedade de 10 mil alqueires está arrendada para plantação de soja(foto: Arquivo pessoal)

Nascido em Caldas Novas e criado em Cristianópolis, chegou à capital do estado de Goiás aos 16 anos. Trabalhou por um tempo como ajudante de pedreiro com o pai, que era mestre de obras, o que custeou os estudos em ciências contábeis. Como contador, conseguiu um emprego em um frigorífico, onde fez longa carreira.

A primeira graduação abriu sua cabeça e várias portas: foi comprando cotas dos acionistas e chegou a ser dono do negócio. “Abri uma firma com uns 20 anos, foi então que consegui melhorar minha condição de vida. Nessa época não tinha carro, fazia tudo de bicicleta. Sofri demais, porém venci”, lembra.

Anúncios

Sem deixar de sonhar

Mas Valdomiro ainda nutria um sonho, o de ser médico. Foi para o Rio de Janeiro com alguns primos para tentar ingressar em uma faculdade de medicina. Um dos primos foi aprovado, e ele não. Apesar da frustração, de volta à Goiânia, os negócios foram dando cada vez mais certo. Ele e os sócios descobriram uma jazida de nióbio na fazenda do frigorífico, o que lhe rendeu, mais tarde, a compra de uma propriedade de 10 mil alqueires, em Querência (MT), hoje arrendada para a produção de soja.

Casamento

No meio do caminho, conheceu e se casou com Anísia Gasparina, empregada doméstica de Taguatinga e finalista do concurso Miss Brasil de 1960, representando Brasília. Com ela, teve a filha Karyna de Sousa, que mais tarde se tornaria seu braço direito nos negócios. “Fui o filho homem que ele não teve. Sempre trabalhamos juntos, sou vice-presidente do grupo e sua parceira de vida. Mas ele ainda é o controle e a decisão dos negócios”, diz Karyna, advogada, de 48 anos.

Mesmo gerenciando várias empresas, a filha diz que Valdomiro sempre esteve presente: “Ele é o melhor pai do mundo, e agora, o melhor avô do mundo para meus três filhos, Miguel, Catarina e Fernando.”

Vida acadêmica

Futuro médico posa com os três netos e as duas filhas, Karyna e Caroline
Futuro médico posa com os três netos e as duas filhas, Karyna e Caroline(foto: Arquivo pessoal)

Mesmo após se consolidar como grande empresário e até transitar no meio político, apadrinhado pelo primo Iris Rezende Machado, ex-governador de Goiás, Valdomiro queria mais. Aos 70 anos, resolveu cursar direito e dividiu os corredores da faculdade com a filha Karyna. “Todos os dias, ele ia me buscar na minha sala, no intervalo, para gente merendar juntos”, conta ela.

Divisor de águas

“Ele foi um divisor de águas na universidade. Era um aluno excepcional, não só pela idade, mas pela dedicação. Sentava sempre na primeira carteira da sala”, diz Laudelina Inácio da Silva, coordenadora da Universidade Paulista de Goiânia, onde Valdomiro se graduou advogado.

A professora comenta que ficou muito feliz ao saber que o aluno estava concluindo mais uma graduação na terceira idade. “Nunca imaginei que ele fosse procurar outra profissão, porque era muito apaixonado pelo direito, mas não acho que a medicina seja incompatível com suas escolhas até aqui, o conhecimento é sempre cumulativo”, afirma.

Anúncios

E não foi só a professora que o empresário espantou, a graduação em medicina também pegou a família de surpresa. A filha mais nova, Caroline de Sousa, 35 anos, é médica cardiologista e conta que Valdomiro estudou para o vestibular por anos em segredo e só contou às filhas sobre seus planos quando foi aprovado.

“Ficamos assustados com a notícia de que ele queria fazer esse curso, com essa idade. Eu conheço a rotina e sei que é muito pesada, como seria conciliar os estudos com tanta coisa que ele já faz?”, lembra Caroline. “Mas fiquei orgulhosa. Para todo mundo que conto isso, as pessoas ficam maravilhadas, é uma lição de vida, uma inspiração”, completa.

Valdomiro com a filha Karyne, quando criança, que mais tarde se tornaria seu braço direito nos negócios
O empresário com a filha Karyne, quando criança, que mais tarde se tornaria seu braço direito nos negócios(foto: Arquivo pessoal)

E o pai não só começou o curso, como foi até o fim, enfrentando, no meio do caminho, o AVC que lhe deixou com sequelas na fala e nos movimentos. “Deus me deu a felicidade de sobreviver, quase morri, mas agora estou bem, melhorando a cada dia”, comemora Valdomiro.

Ana Rita de Faria trabalha como cuidadora de Valdomiro e conta que, após receber alta, ele voltou para casa usando sonda e traqueostomia, substituídas, depois, por uma válvula no estômago. “Sua recuperação foi muito rápida: entre fevereiro e junho, ele passou pelos três processos. Desde o começo, sempre lúcido, ativo, independente”, comenta.

Valdomiro ficou apenas um mês sem ir à faculdade durante o período de recuperação. Hoje, dedica-se à fisioterapia e fonoaudiologia todos os dias — quer estar bem para terminar o curso, abrir dois consultórios médicos e clinicar.

“Se depender da força de vontade, ele ainda vai trabalhar como médico, eu não duvido dele, ele é imbatível”, aposta Luiz Eduardo Silva, 33, colega de faculdade do empresário na Unifan. “No dia da morte da rainha Elizabeth, ele me ligou e disse: ela foi e eu fiquei, hein? Estou vencendo”, lembra o estudante, rindo.

Anúncios

Luiz diz que os alunos adoravam ouvir o colega, sempre calmo e elegante. “Ele conseguia acompanhar todas as matérias porque já tem seu método de estudo, estudou muitas coisas. Medicina é aquele dom que a gente já nasce com ele, e o sonho nunca morre. Seu Valdomiro despertou esse sonho quando pôde, na velhice e não na juventude, porque é um curso muito caro”, pondera.

Vitalidade

Valdomiro impressiona não só pelas conquistas, mas pela energia aos 90 anos de idade. “Ele anda só, sobe escada sozinho, faz fisio dentro da piscina, come normal… E mora só! Somos três cuidadores, além dos profissionais da casa e do escritório, mas ele comanda tudo, todos os bens que tem, ele quem gerencia”, explica a cuidadora Ana Rita.

O idoso diz que o conhecimento é o que o mantém vivo: “Outros velhos param no asilo e se acomodam lá, eu, se for parar num asilo, vou mandar prender os funcionários”, brinca. A cabeça ativa é um dos segredos da longevidade, mas Valdomiro completa o conselho: “faça longas caminhadas para viver bem. Uma vida sem remédio, só com caminhada.”

Ana Rita acrescenta a gentileza à lista: “ele é um homem de uma inteligência raríssima, mas simples, trata a gente super bem, é alegre. Na faculdade, toparam fazer a cerimônia de homenagem no dia 16 só porque ele disse que queria que caísse no seu aniversário. Ele é muito mimado porque é um encanto.”

Anúncios

A Boa do Dia

Menina corajosa, de 6 anos, corre para casa em chamas para salvar sua mãe e seus irmãos adormecidos.

Publicado

em

Uma corajosa estudante foi elogiada por seu raciocínio rápido depois de entrar correndo na casa de sua família em chamas para salvar sua mãe e irmãos adormecidos.

Olivia Patterson, de seis anos, estava brincando ao ar livre com uma amiga quando percebeu que sua casa geminada em Riccall, North Yorkshire, estava em chamas.

Coragem

Ela correu para dentro da propriedade onde encontrou sua mãe Laura, 29, dormindo no sofá junto com seus irmãos Joel-James, um, e Tiffany, dois. Graças às ações de Olivia, os três foram acordados e conseguiram escapar ilesos do incêndio .

A avó de Olivia, Sadie Gelder, 54, expressou imenso orgulho pela jovem ‘incrível’ por resgatar sua família do incêndio. “Estamos absolutamente orgulhosos dela. Ela tem TDAH, então tem sido absolutamente incrível. Não podemos acreditar que Olivia libertou Laura – ela tem seis anos e correu em um prédio em chamas”, disse ela.

O incêndio começou na casa do vizinho de Laura no dia 4 de abril e rapidamente se espalhou pelo andar de cima de sua propriedade de três quartos. Uma investigação sobre a causa do incêndio está em andamento, mas suspeita-se que a culpa possa ser de um carregador de telefone.

Fonte

Anúncios
Continue lendo

A Boa do Dia

Pague o quanto puder: restaurante faz sucesso pela forma que cobra a comida!

Publicado

em


O restaurante de Gloucestershire
, na Inglaterra, está repensando as relações com clientes, fornecedores e toda a economia alimentar para alimentar um ambicioso modelo de “pague conforme puder” que alimenta todos os que chegam, independentemente da capacidade de pagar.

Os números surpreendem

No ano passado, a Mesa Longa alimentou cerca de 20 000 pessoas a preços abaixo do custo – muitas delas gratuitamente, sem perguntas – ao mesmo tempo que resgatou 3,4 toneladas de alimentos destinados ao lixo e pagou aos fornecedores locais preços justos pelo resto.

Nenhum trabalho no restaurante é feito por voluntários. O dinheiro foi suficiente para empregar 22 funcionários a tempo parcial e a tempo inteiro com pelo menos o salário real de subsistência.

Nossa prioridade

“Somos, na nossa forma mais simples, um restaurante”, diz Will North, gerente geral do The Long Table. “Mas na verdade o que somos é um restaurante incrível onde priorizamos ser um empregador com salários dignos reais. Além disso, nós priorizamos os tipos de fornecedores que não apenas priorizam o planeta, mas também as pessoas.

Fonte

Anúncios
Continue lendo

A Boa do Dia

Bebê encontrada em cima de árvore em Gaza é adotada por pediatra e está linda.

Publicado

em

Com alguns dias de vida e desesperadamente magra, a bebê Malak, foi encontrada em uma árvore, depois que sua casa foi destruída.

A pequena foi levada ao Hospital dos Emirados, na cidade de Rafah , no extremo sul de Gaza . Sua família foi dada como morta, então os médicos a chamaram de “Desconhecida”.  

Acesse nosso canal no YouTube

Novo destino

Hoje, a gordinha de 6 meses é a estrela das enfermarias onde sua tutora de fato, Amal Abu Khatleh, 32 anos, trabalha como pediatra. Enquanto Abu Khatleh carrega Malak, que significa anjo em árabe, pelas instalações. Enquanto caminha ganha beijos e abraços dos membros da equipe.

Um verdadeiro Milagre

Pouco depois de ela ter sido levada ao Hospital Al-Shifa , no norte de Gaza, para tratamento, o Dr. Nasser Bolbol, chefe da unidade neonatal, disse à NBC News que, com base no cordão umbilical, ele acreditava que Malak tinha apenas 2 dias de vida. 

Anúncios

Bolbol acrescentou que ele e seus colegas pensaram que ela havia sido capturada por um anjo, o que inspirou seu nome. “Quando vejo esse bebê sem familiares, fico muito triste. Muito triste”, disse ele, parado ao lado da incubadora.  

O caso tocou muito toda a equipe do hospital e foi Amal Abu Khatleh, de 32 anos, a responsável por dar uma segunda chance para a bebê. A pediatra desenvolveu um vínculo com a criança ao longo do tratamento. “Quando contei aos meus pais, eles ficaram muito entusiasmados com a ideia e disseram que não havia problema”, contou a médica.

Fonte

Continue lendo

Destaques