Connect with us

A Boa do Dia

Por erro, paciente é diagnosticado com câncer. Até que encontram o que menos imaginavam em seu pulmão

Published

on

Histórias bizarras acontecem muito em hospitais, mas talvez a história deste londrino tenha ultrapassado os limites.

Um fumante de 47 anos, que tinha acabado de passar por uma pneumonia marcada por muco e tosse a mais de um ano, resolveu procurar um médico. E após um exame de raio-X, os especialistas o deram o pior diagnóstico possível: se tratava de um câncer. No entanto, por meio de um exame de broncoscopia, os médicos encontraram algo completamente inesperado em seu pulmão.

O que pensaram ser um maléfico câncer era, na verdade, um mini cone de trânsito com 1 cm de comprimento da marca Playmobil. Isso mesmo, um brinquedo dentro de seu pulmão.

O paciente não teve sua identidade revelada pelos médicos, mas contou-lhes que brincava muito com estes brinquedos quando criança e algumas peças acabavam sumindo, como o cone. Portanto, o brinquedo já estava no pulmão do homem ha 4 décadas. Casos de inalação acidental de pequenas peças não são incomuns entre crianças, mas “um caso em que o conjunto de sintomas ocorra tanto tempo depois a aspiração é desconhecido”. Segundo os autores do artigo, este é o primeiro caso de um objeto estranho permanecer nas vias aéreas de um paciente por 40 anos.

“Ele lembrou ter ganhado este conjunto de Playmobil de presente no aniversário de 7 anos, e acredita ter aspirado o cone de trânsito logo depois”, disseram os médicos. Os especilistas explicaram que os pulmões podem ter se adapto ao objeto dentro porque a aspiração ocorreu na infância e as vias aéreas provavelmente se remodelaram.

“Talvez seja por que a aspiração ocorreu na infância e as vias aéreas foram capazes de se remodelarem e se adaptarem à presença deste corpo estranho”, sugerem os médicos. O objeto foi removido com sucesso e o paciente melhorou da tosse.

Você já presenciou um caso parecido?

A Boa do Dia

Menino que ligou para policia por fome recebe ajuda de todo país.

Published

on

O apelo do pequeno Miguel, de 11 anos, comoveu todo o Brasil. O menino ligou para a polícia dizendo que estava com fome e pediu comida, contando que a família só tinha fubá com água para comer.

Os policiais constataram a situação de miséria, não aguentaram e decidiram ajudar.

“A guarnição ficou bastante comovida ouvindo os relatos das crianças, que há três dias eles estavam se alimentando apenas com água e fubá”, afirmou o tenente Nilmar Moreira. E dona Célia, a mãe das crianças confirmou:

“Eu só tinha fubá e farinha. Já tinha uns três dias que a gente estava assim. E que já tinha acabado as coisas, já tinha mais de 20 dias, mas ainda tinha um pouquinho de arroz, de algumas coisas”, contou a mãe do menino. 

Depois que o áudio do Miguel viralizou na internet, tocou o coração de tanta gente, que pessoas de várias partes do Brasil começaram a mandar ajuda.

Fonte

Continue Reading

A Boa do Dia

Criatividade na crise: pães e caixas de ovos como lembrança de festa.

Published

on

Na Nigéria, os anfitriões de uma festa típica nigeriana distribuiu aos convidados lembranças pouco convencionais.

Como parte de uma típica celebração nigeriana, é comum que o anfitrião dê presentes aos convidados como forma de expressar gratidão àqueles que compareceram ao evento.

As lembrancinhas costumam variar de plástico a itens comestíveis. Nos últimos tempos, power banks, caixas e telefones entraram na lista de itens que são frequentemente compartilhados em festas como souvenirs.

No entanto, em meio ao aumento do custo dos alimentos no país, os organizadores de uma festa decidiram compartilhar pães e caixas de ovos como uma espécie de alívio para os participantes.

Os convidados ficaram surpresos quando receberam as lembranças, mas agradecidos também.

Em meio a crise, eis uma ótima ideia, não é mesmo?

Fonte

Continue Reading

A Boa do Dia

Gêmeas de 103 anos compartilham segredo da vida

Published

on

Foram 103 anos compartilhando os bons momentos de felicidade que tiveram.

As duas irmãs são as gêmeas mais velhas da Grã-Bretanha. Depois de cem anos de vida, elas compartilharam o segredo de uma vida longa.

As irmãs declararam que o segredo para se ter uma vida longa é comer bem e beber na hora de dormir.

Thelma Barratt, brincou dizendo que sua longevidade se deve ao seu amor pela comida, enquanto Elma Harris aprecia um conhaque e limonada.

No entanto, deve ser sempre servido num copo de brandy sem gelo, insistiu.

As irmãs, que agora moram em diferentes municípios, se reuniram para uma festa com a família.

Fonte

Continue Reading

Destaques