Connect with us

A Boa do Dia

Médico chama garota com Síndrome de Down de inútil. Anos depois ela mostra o quanto é especial

Published

on

Esta história é muito inspiradora

Quando Mirka Anderson viajou grávida de sua terra natal na Polônia em direção a Inglaterra, ela não esperava que enfrentaria tantas surpresas e dificuldades em sua vida. Ela mesmo conta que quando fez os primeiros exames, tudo estava normal com seu bebê. E por isso a surpresa foi tão grande pouco tempo depois.

Após dar à luz uma pequena garotinha chamada Emma, os médicos a disseram algo muito inesperado. Só depois do nascimento dela os médicos constataram que aquele bebê tinha Síndrome de Down. A mãe não ficou chateada, afinal, ela tinha saúde e era isso que importava. Mas nem todos enxergavam a situação desta forma. Um dos médicos responsáveis pelo parto disse para a mãe que ela “não precisaria levar aquele bebê para casa, já que ela não fará nada de qualquer maneira”.

E Mirka achou aquilo tão absurdo que no mesmo momento pediu para que dessem seu bebê em suas mãos; Afinal, nada poderia acontecer com a pequenina. Ela então levou a garotinha para casa e prometeu para si mesma que daria uma educação normal a ela. E foi isso que fez!

E a criação que Mirka deu para Emma não poderia ter sido melhor. Ela frequentou escolas comuns e quando ficou mais velha, começou a se interessar cada vez mais por arte. E quando estava na Cambridge Regional College, um dos funcionários do local a inscreveu em uma espécie de concurso da renomada Tate Modern, no Reino Unido. E para a surpresa de todos ela ganhou aquele prêmio.

Com isso, Emma se tornou uma das duas únicas estudantes a ter uma obra naquele museu.

A mãe de Emma diz que foi muito triste ouvir que sua filha seria inútil até o resto de suas vidas. E foi o comentário daquele médico que fez Mirka fazer de tudo para sua filha atingir o sucesso. E ela fez isso da melhor forma possível!

Parabenizamos esta mãe e esta filha, elas estão de parabéns por tudo que conquistaram.

Fotos: Reprodução Internet

Fonte: Liftable

A Boa do Dia

Menino que ligou para policia por fome recebe ajuda de todo país.

Published

on

O apelo do pequeno Miguel, de 11 anos, comoveu todo o Brasil. O menino ligou para a polícia dizendo que estava com fome e pediu comida, contando que a família só tinha fubá com água para comer.

Os policiais constataram a situação de miséria, não aguentaram e decidiram ajudar.

“A guarnição ficou bastante comovida ouvindo os relatos das crianças, que há três dias eles estavam se alimentando apenas com água e fubá”, afirmou o tenente Nilmar Moreira. E dona Célia, a mãe das crianças confirmou:

“Eu só tinha fubá e farinha. Já tinha uns três dias que a gente estava assim. E que já tinha acabado as coisas, já tinha mais de 20 dias, mas ainda tinha um pouquinho de arroz, de algumas coisas”, contou a mãe do menino. 

Depois que o áudio do Miguel viralizou na internet, tocou o coração de tanta gente, que pessoas de várias partes do Brasil começaram a mandar ajuda.

Fonte

Continue Reading

A Boa do Dia

Criatividade na crise: pães e caixas de ovos como lembrança de festa.

Published

on

Na Nigéria, os anfitriões de uma festa típica nigeriana distribuiu aos convidados lembranças pouco convencionais.

Como parte de uma típica celebração nigeriana, é comum que o anfitrião dê presentes aos convidados como forma de expressar gratidão àqueles que compareceram ao evento.

As lembrancinhas costumam variar de plástico a itens comestíveis. Nos últimos tempos, power banks, caixas e telefones entraram na lista de itens que são frequentemente compartilhados em festas como souvenirs.

No entanto, em meio ao aumento do custo dos alimentos no país, os organizadores de uma festa decidiram compartilhar pães e caixas de ovos como uma espécie de alívio para os participantes.

Os convidados ficaram surpresos quando receberam as lembranças, mas agradecidos também.

Em meio a crise, eis uma ótima ideia, não é mesmo?

Fonte

Continue Reading

A Boa do Dia

Gêmeas de 103 anos compartilham segredo da vida

Published

on

Foram 103 anos compartilhando os bons momentos de felicidade que tiveram.

As duas irmãs são as gêmeas mais velhas da Grã-Bretanha. Depois de cem anos de vida, elas compartilharam o segredo de uma vida longa.

As irmãs declararam que o segredo para se ter uma vida longa é comer bem e beber na hora de dormir.

Thelma Barratt, brincou dizendo que sua longevidade se deve ao seu amor pela comida, enquanto Elma Harris aprecia um conhaque e limonada.

No entanto, deve ser sempre servido num copo de brandy sem gelo, insistiu.

As irmãs, que agora moram em diferentes municípios, se reuniram para uma festa com a família.

Fonte

Continue Reading

Destaques