Connect with us

A Boa do Dia

Depois de 20 anos de busca, mãe e filho descobrem que são colegas de trabalho

Published

on

Há 20 anos, Holly Shearer havia ficado grávida na adolescente. Ela decidiu dá-lo para adoção mas, sempre pensou no filho. No aniversário de 20 anos do menino, ela resolveu entrar em contato com ele e, para a surpresa de ambos, os dois trabalhavam no mesmo hospital. O caso ocorreu nos Estados Unidos.

crédito: Divulgação / HCA Healthcare’s St. Mark’s Hospital)

Holly já tinha encontrado o filho pelas redes sociais antes, quando ele tinha 18 anos, mas ela decidiu não mandar mensagem.

O jovem Benjamin Hulleberg foi adotado ainda recém-nascido e sempre soube a verdade sobre seu nascimento. Ele sempre quis saber quem era a mãe mas só sabia o primeiro nome dela.

Foi durante o seu aniversário de 20 anos que ele finalmente conseguiu o que sempre sonhou. Pelo Instagram, Holly mandou uma mensagem de parabéns e se apresentou como sua mãe biológica. “Eu estava chorando. Foram emoções muito positivas, mas para mim, este é um dia que eu esperava nos últimos 20 anos da minha vida e imaginar que finalmente estava acontecendo era ultrajante.

Benjamin decidiu que não queria esperar para conhecer a mãe e organizou para que se encontrassem pessoalmente no dia seguinte.

O encontro

O encontro foi emocionante de acordo com Benjamin. “Quando eu a vi, ela se levantou e me deu um abraço e eu chorei. Eu apenas olhei para ela e pensei: ‘Você é real, como se estivesse na minha frente’. E foi surreal.”

Mãe e filho descobriram que trabalhavam no mesmo hospital. Holly trabalha como assistente da equipe médica no HCA Healthcare’s St. Mark’s Hospital na cidade de Salt Lake City, enquanto Benjamin é voluntário no local.

Uma grande história para dar esperança! Compartilhe!

Fonte

Continue Reading

A Boa do Dia

Menino que ligou para policia por fome recebe ajuda de todo país.

Published

on

O apelo do pequeno Miguel, de 11 anos, comoveu todo o Brasil. O menino ligou para a polícia dizendo que estava com fome e pediu comida, contando que a família só tinha fubá com água para comer.

Os policiais constataram a situação de miséria, não aguentaram e decidiram ajudar.

“A guarnição ficou bastante comovida ouvindo os relatos das crianças, que há três dias eles estavam se alimentando apenas com água e fubá”, afirmou o tenente Nilmar Moreira. E dona Célia, a mãe das crianças confirmou:

“Eu só tinha fubá e farinha. Já tinha uns três dias que a gente estava assim. E que já tinha acabado as coisas, já tinha mais de 20 dias, mas ainda tinha um pouquinho de arroz, de algumas coisas”, contou a mãe do menino. 

Depois que o áudio do Miguel viralizou na internet, tocou o coração de tanta gente, que pessoas de várias partes do Brasil começaram a mandar ajuda.

Fonte

Continue Reading

A Boa do Dia

Criatividade na crise: pães e caixas de ovos como lembrança de festa.

Published

on

Na Nigéria, os anfitriões de uma festa típica nigeriana distribuiu aos convidados lembranças pouco convencionais.

Como parte de uma típica celebração nigeriana, é comum que o anfitrião dê presentes aos convidados como forma de expressar gratidão àqueles que compareceram ao evento.

As lembrancinhas costumam variar de plástico a itens comestíveis. Nos últimos tempos, power banks, caixas e telefones entraram na lista de itens que são frequentemente compartilhados em festas como souvenirs.

No entanto, em meio ao aumento do custo dos alimentos no país, os organizadores de uma festa decidiram compartilhar pães e caixas de ovos como uma espécie de alívio para os participantes.

Os convidados ficaram surpresos quando receberam as lembranças, mas agradecidos também.

Em meio a crise, eis uma ótima ideia, não é mesmo?

Fonte

Continue Reading

A Boa do Dia

Gêmeas de 103 anos compartilham segredo da vida

Published

on

Foram 103 anos compartilhando os bons momentos de felicidade que tiveram.

As duas irmãs são as gêmeas mais velhas da Grã-Bretanha. Depois de cem anos de vida, elas compartilharam o segredo de uma vida longa.

As irmãs declararam que o segredo para se ter uma vida longa é comer bem e beber na hora de dormir.

Thelma Barratt, brincou dizendo que sua longevidade se deve ao seu amor pela comida, enquanto Elma Harris aprecia um conhaque e limonada.

No entanto, deve ser sempre servido num copo de brandy sem gelo, insistiu.

As irmãs, que agora moram em diferentes municípios, se reuniram para uma festa com a família.

Fonte

Continue Reading

Destaques