Como a respiração, a meditação e a oração pode ajudar nossa saúde


Passamos boa parte de nossas vidas no piloto automático, deixando nossos reflexos e hábitos nos guiarem, sem pensar muito no que estamos fazendo ou por que estamos fazendo.

Pense na última refeição que você comeu. Você comeu porque estava com fome? Porque era meio-dia e é quando você costuma almoçar? Ou você se sentou e realmente saboreou sua refeição, apreciando o sabor de cada mordida, bem como a companhia das pessoas com quem estava almoçando?

É o último exemplo que realmente incorpora a atenção plena. O interessante é que, à medida que o cérebro humano evoluiu, comportamentos instintivos, como comer uma refeição, evoluíram ao lado de centros de humor no cérebro, como a amígdala e o córtex.

Como resultado, comer não era apenas acalmar a fome ou dar ao nosso corpo os nutrientes de que ele precisa para sobreviver; também estava associado ao nosso humor, sentimentos e emoções.

Simplificando, mindfulness significa realmente estar conectado à sua vida. É prestar atenção ao seu entorno e ações. Trabalho de respiração, e meditação são considerados práticas baseadas em atenção plena, porque para realmente colher seus benefícios, você precisa ter consciência de sua conexão mente-corpo e enquanto se envolve nelas.

Meditação e oração

A ciência mesmo já admitiu que pessoas que rezam com frequência e fazem meditação conseguem se superar em muitos aspectos da vida e tem uma saúde mais forte.

Parar para meditar, para prestar atenção a si mesmo. Se conectar com Deus é como recarregar a energia e direcionar a vida de forma mais tranquila e segura.

Praticar

Durante os momentos em que você se sente ansioso, quando as palmas das mãos estão úmidas, seus pensamentos estão acelerados e seu coração parece estar batendo no peito, preste atenção à sua respiração.

Sinta a elevação da barriga ao inspirar e o ar passando pela parte de trás da garganta ao expirar. Imagine que no momento em que sua respiração está limpando sua mente de tensão, preocupação e estresse. Preste muita atenção em como seu corpo relaxa e sua frequência cardíaca diminui. Você pode notar que depois de alguns minutos você se sente um pouco melhor.

Esse é o poder da percepção consciente, e esse também é o poder da respiração

Referência: goodgoodgood

Sair da versão mobile