Você nunca mais vai comer as batatas do McDonald’s novamente após ver isso


PUBLICIDADE

Deu fome só de ver a foto de capa. Mas o assunto é sério!

PUBLICIDADE

Michael Pollan, um renomado ativista, exemplifica, por meio das batatas do McDonald’s, como a indústria do alimento pode afetar seriamente a nossa saúde através de hábitos alimentares comuns.

Pollan lança um olhar crítico a respeito das batatas do tipo Russet Burbank, as usadas pelo McDonald’s, que são difíceis de serem cultivadas. Essas batatinhas são mais propensas a um tipo de necrose que, para ser abolida, necessita de um pesticida conhecido como Monitor, altamente tóxico.

O Monitor possui tantas toxinas que os agricultores não entram na área de cultivo por 5 dias após sua aplicação. E, após o cultivo, eles devem colocá-las em um galpão, pois as mesmas não são comestíveis por 6 semanas e só podem ser consumidas quando tiverem eliminado todas as substâncias químicas do seu interior. Isso é… se conseguirem eliminar.

Assista ao vídeo abaixo e veja todas as declarações assustadores de Pollan:

POSTS PATROCINADOS