Vídeo toca na ferida e escancara racismo ao mostrar menino negro ser rejeitado em parquinho


Menino negro sofre racismo em parquinho na Espanha
PUBLICIDADE

Na cidade espanhola de Bilbao, situada no País Basco, um vídeo gravado em um parquinho local está causando forte repercussão. No registro, que foi visto mais de 20 milhões de vezes no Facebook, um garotinho negro é rejeitado pelas crianças ao se aproximar para brincar com ela. As imagens trouxeram à tona o debate sobre o racismo na Espanha.

A filmagem foi feita pelo mecânico naval Mario Whyte Caletrio, de 26 anos. E o autor, que possui cidadania inglesa e espanhola, alegou que já enfrentou situação semelhante a da criança e que sabe na pele o que é ser vítima do preconceito. “Fui o primeiro menino negro da minha escola e passei por isso”, conta.

PUBLICIDADE

A criança filmada foi provocada e intimidada por meninas brancas e maiores do que ela. O garoto negro é proibido de brincar no escorregador e perseguido por elas. Frustrado e assustado, ele corre em direção à mãe e ambos vão embora do parque. A cena é tão triste quanto chocante e causou polêmica e discussão nas redes sociais.

Diante do impacto do ocorrido, moradores da cidade levaram diversos cartazes ao parquinho localizado no bairro de Santutxu. Neles haviam frases como #StopRacismo e #QueremosJugarContigo (#QueremosBrincarContigo). Whyte diz que os pais do menino entraram em contato e agradeceram pela denúncia.

Mario, que foi convidado para realizar palestras em colégios da comunidade, conclui ao afirmar que moradores de Bilbao planejam a criação de uma associação para reinvidar políticas de inclusão e contra o racismo nas escolas. Os requerimentos serão feitos junto ao governo basco.

Fonte: G1

POSTS PATROCINADOS