Veja o que ninguém nunca lhe contou sobre as mulheres que passam pela cesariana


Vantagens e desvantagens da cesariana
PUBLICIDADE

A forma que um bebê vem ao mundo é especial e algo totalmente natural e lindo. Seja como parto normal, humanizado ou cesariana, o momento é único e a mulher merece todo o suporte e conforto. Muitas vezes é a própria mãe que escolhe o método a seguir, porém em alguns casos é preciso realizar a cesariana, por questões médicas.

  • Parto normal/vaginal:

Parto normal

PUBLICIDADE

O método oferece um menor tempo de recuperação e a passagem do bebê pelo canal vaginal ajuda a preparar seu pulmão para o ambiente externo. Além disso, alguns estudos ainda mostram que nessa passagem, a criança entra em contato com algumas bactérias e isso diminui as chances de determinadas doenças ao longo da vida, fortalecendo seu sistema imunológico. Aqui, quem decide o momento do nascimento é o próprio bebê e é possível amamentá-lo logo na primeira hora de vida.

Embora tenha muitas vantagens, o trabalho de parto pode ser cansativo e durar longas horas. Por isso e para evitar complicações, é importante fazer um acompanhamento médico durante toda a gestação. Dessa forma, junto com o especialista, a mulher poderá realizar sua escolha.

  • Cesariana:

Cesariana

Há muitos casos em que a mulher precisa ter seu bebê pela cesariana. A posição da criança e a saúde da mulher são alguns dos principais motivos para essa orientação médica. Outras mães apenas optam pelo método pois acreditam ser a melhor escolha para elas e a mais confortável. O médico realiza uma incisão no abdômen e no útero da mulher e retira o bebê através desse espaço.

Como são consideradas cirurgias abdominais de grande porte, oferecem mais riscos do que o parto normal. Provocam mais dor durante a recuperação e pode aumentar os riscos de infecções. As complicações durante esse procedimento também são maiores. Mas, mesmo com as desvantagens, existem muitos casos em que ela é necessária!

O importante é priorizar a saúde e o bem-estar da mãe e do bebê e realizar as avaliações médicas necessárias.

Foto: Reprodução/ Internet

Fonte: Cura Pela Natureza

POSTS PATROCINADOS