Ursos são encontrados após terem sido forçados a “dançar’ para turistas por duas décadas


PUBLICIDADE
Casal de ursos são encontrados sendo obrigados a “dançar” em apresentações

A maldade humana, muitas vezes, chega até os animais que não têm a chance de fugir ou argumentar. Eles apenas são colocados em um local sujo, sem comida ou água, e totalmente sem amor algum. Lamentamos todos os dias por animais domésticos, que são postos à estas condições, mas quem também são os animais selvagens.

É ainda mais difícil pensar no ponto que um ser humano chega para retirar um animal de seu habitat natural e levá-lo para uma vida de sofrimento e dor. É frustrante, não acha? Quem passou por isso recentemente foram dois ursos, que nunca tiveram a oportunidade de viver com sua espécie.

PUBLICIDADE

Quando Rangila e Sridevi ainda eram filhotes, criminosos os tiraram da floresta e os venderam no comércio de entretenimento de Nepal. O resultado? Os dois foram obrigados a se apresentar em circos com poucos meses de idade até poucos dias atrás. Mas não foi apenas isso: mesmo quando eram pequenos, os treinadores perfuraram seus focinhos com agulhas quentes e inseriram cordas através dos orifícios.

Então, os instrutores puxavam essas cordas para que eles pudessem dançar e se mexer. Entretanto, usar animais selvagens para dançar ou seja lá qual for o ato, é ilegal no Nepal desde uma lei aprovada em 1973.

Até agora, a maioria dos instrutores do país entregaram seus ursos às autoridades, mas os que mandavam em Rangila e Sridevi encontraram maneiras de continuar com o crime. “Os proprietários foram forçados a se afastar das províncias urbanas e a ir mais e mais para o interior onde… eles foram mais capazes de escapar dos olhos das autoridades e das ONGs”, disse Neil D’Cruze, perito técnico da vida selvagem para a Proteção Animal Mundial (WAP), ao The Dodo.

POSTS PATROCINADOS