Substituta do “Homem de Ferro” é uma jovem negra e causa controvérsia entre os fãs


PUBLICIDADE

Em uma nova série dos quadrinhos, o famoso personagem Tony Stark, o “Homem de Ferro”, vai entregar a armadura. O que causou surpresa é o fato que o novo “Homem de Ferro” será Riri Williams, uma jovem negra de apenas 16 anos.

Nos quadrinhos a personagem será um cientista genial, que entrou para o MIT aos 15 anos. Ela chama a atenção de Tony Stark quando constrói sua própria armadura.

PUBLICIDADE

Em uma entrevista o escritor da série de quadrinhos, Brian Michael Bendis, disse que para criar a personagem ele se baseou em uma história real, onde uma jovem conhecida superou uma vida cheia de dificuldades e conseguiu entrar para uma faculdade.

“Eu achei que essa era a versão mais moderna de uma história de super-herói ou super-heroína que eu já tinha ouvido. E eu guardei ela por algum tempo, até que eu tivesse o personagem certo e o lugar certo.”

Nas redes sociais a novidade dividiu opiniões, enquanto grupos comemoram a inclusão da diversidade no mundo dos quadrinhos, muitos comentários contrários a personagem surgiram, alguns se baseando no fato da personagem ser mulher e negra.

Para o escritor é normal que os fãs não gostem de mudanças, principalmente quando o personagem fez parte da infância de muitos deles, mas ele também nota o racismo presente nas discussões em redes sociais, “Alguns comentários online, as pessoas não percebem quão racistas elas soam. ”

Apesar da controvérsia de criar diversidade nos quadrinhos, o autor defende que a mudança é natural, é necessário representar a sociedade da forma que ela realmente é. O público pede cada vez mais por representatividade, algo ainda raro de se encontrar na cultura pop.

Por Melissa Cardoso.

POSTS PATROCINADOS