PUBLICIDADE

Podemos sofrer preconceito diariamente, por muitos fatores. Seja a cor da pele, classe social, gênero ou sexualidade, estamos fadados as críticas e diferentes situações prejudiciais. Mas e nosso rosto? Será que existe a possibilidade de ele interferir em alguma coisa?

Infelizmente, a resposta é sim. Basta segundos para a pessoa que nos vê pela primeira vez já tenha algum pensamento - bom ou ruim - sobre nós. Também conseguem julgar o quão competentes, confiáveis e líderes sobre algumas situações nós somos.

“Apesar de acharmos que tomamos decisões de uma maneira racional, somos frequentemente seduzidos por interpretações superficiais”, conta o o psicólogo Christopher Olivola, da Universidade Carnegie Mellon, da Pensilvânia. “As aparências são particularmente superficiais, mas ao mesmo tempo um sinal muito forte.”

De acordo com psicólogos, o "preconceito facial" ocorre pelo culto à celebridade, onde pessoas consideradas mais atraentes podem ganhar 10% a 12% mais que as outras. Somente bandidos são diferentes pois, ao assustar alguém com sua aparência, tendem a ser menos violentos e furtar com sucesso, diz o economista Daniel Hamermesh.

Ou seja, a preocupação que temos com a beleza facial pode contribuir com a rejeição de alguém. Outro dado apresentado pela BBC mostra que quanto mais dominante a pessoa aparenta ser, mais as chances de ser contratado para uma cargo de chefia e carreiras militares.

Você provavelmente deve pensar que não tem o hábito de julgar ninguém pela aparência, não é? Mas a verdade é que sim, todos nós fazemos isso. "A primeira impressão é a que fica"? Até mesmo crianças de 3/4 anos conseguem imaginar quem é "bonzinho" ou "malvado", apenas observando sua face.

Um artigo foi escrito por Olivola, onde defende junto de outro especialista que os psicólogos devem encontrar uma maneira de defender o preconceito facial. “É preciso tentar estruturar informações de maneira que o rosto venha no fim de um processo de decisão”.

E você, o que acha a respeito? Consegue distinguir como é a pessoa apenas observando sua face?

Fotos: Reprodução

PUBLICIDADE