Projeto cria técnica sustentável para refrigerar regiões com temperaturas muito altas


PUBLICIDADE
Solução sustentável para diminuir a temperatura em lugares quentes

Nos bangalôs de Bangladesh, a ameaça de inundação faz com que 70% da população viva em cabanas de lata corrugadas. A maioria delas não está conectada a um fornecimento de eletricidade e no calor do verão, isso pode praticamente transformar essas casas em fornos.

No entanto, um projeto chamado Eco-Cooler está espalhando o conhecimento de um método barato e sem eletricidade para resfriar casas no país. Ele foi iniciado por meio de uma colaboração entre a agência de publicidade Gray Dhaka e a Grameen Intel Social Business Ltd.

PUBLICIDADE

A beleza do projeto é que ele precisa de pouco mais que algumas garrafas de plástico e uma tábua.

Veja como funciona:

Garrafas de plástico são cortadas ao meio e depois montadas em uma grade por buracos do tamanho de um gargalo. Essa grade pode então ser colocada sobre uma janela, com a extremidade superior mais estreita da garrafa voltada para dentro da casa.

Assim, quando o vento sopra através das garrafas, o ar frio é canalizado para a cabana. O projeto Eco-Cooler diz que é possível que esta técnica diminua a temperatura na casa em até 5 ° C, embora este número varie muito com base nas condições externas.

Não só não requer eletricidade, mas também faz bom uso de garrafas plásticas descartadas. O projeto foi colocado online de graça, na esperança de alcançar o maior número de pessoas possível.

Sua iniciativa já criou raízes em quase 25 mil famílias em vilarejos em Nilphamari, Daulatdia, Paturia, Modonhati e Khaleya.

“Após os testes iniciais, os blueprints do Eco-Cooler foram colocados online para que todos pudessem baixar de graça”, afirmou Syed Gousul Alam Shaon, diretor de criação da Gray Dhaka, em comunicado . Eco-Coolers uma solução econômica e amiga do ambiente. “

Fonte: IFLS

POSTS PATROCINADOS