País europeu estipula lei que proíbe uso de animais selvagens em espetáculos de circo


Lei proíbe animais selvagens em circos
PUBLICIDADE

Impedir o uso de animais selvagens em circos sempre foi um dos maiores desafios e uma das principais reivindicações de quem atua em causas a favor dos bichos. E na Irlanda, um importante passo foi dado em relação à causa.

O governo do país anunciou que a partir de janeiro de 2018 nenhum animal poderá ser usado como parte dos espetáculos. Michael Creed, Ministro da Agricultura do país, comentou que a restrição se reflete no “compromisso com o bem-estar dos animais”, que são duramente treinados para executar os truques de cada apresentação.

PUBLICIDADE

Creed alega que os circos não fornecem o ambiente mais propício aos animais, que têm necessidades complexas de bem-estar físico e psicológicos. É uma realidade complicada para bichos como leões, tigres e elefantes.

Um trabalho de todos

A Associação Irlandesa para Prevenção da Crueldade contra os Animais (ISPCA) soltou uma nota na qual elogiou a ação do governo e agradeceu todos os voluntários que assinaram uma petição que pedia investigações de maus-tratos em circos.

No total, 27.600 assinaturas foram coletadas e o governo deu sequência nas investigações, o que motivou a decisão tomada em prol dos animais selvagens.

Assim como a Irlanda, outros países planejam seguir a medida. Na Escócia, por exemplo, uma lei semelhante está em processo de aprovação.

Esperamos que a prática seja cada vez mais adotada e se espelhe por outros países. Todos os animais merecem a liberdade e cada um deles em seu respectivo habitat. Nenhum bicho deve ser privado de ser livre ou de suas necessidades básicas para servir como entretenimento para o ser humano.

Fotos: Reprodução
Fonte: Zoorprendente

POSTS PATROCINADOS