Princesa Diana quebrou protocolo real em idas a hospitais infantis e só hoje vem à tona o porquê das visitas


PUBLICIDADE

Lady Di é um nome que, definitivamente, marcou o mundo. Sua generosidade era tamanha que, até hoje, sua forma de ver a vida permanece àqueles que ainda a segue.

Eleri Lynn, coletor e curador da exposição no Palácio de Kensington que mostra as roupas mais representativas de Diana, explicou à revista Vogue sobre um dos vestidos mais marcantes da princesa. O famoso floral é conhecido como o “vestido do cuidado”, pois Diana o vestia com frequência em suas visitas a hospitais.

PUBLICIDADE

Acompanhando a roupa, Lady Di trocava suas luvas e chapéus por longos colares. Acredite ou não, ela quebrava protocolos reais fazendo essa simples troca de objetos.

Na fotografia tirada em São Paulo, em 1991, Diana foi flagrada usando um colar longo de couro. Mas você sabe razão pela qual a princesa tinha desobedecido o código do guarda-roupa real? Segundo Eleri, a princesa gostava de dar as mãos para as pessoas e fazer contato pele a pele.

Além disso, as crianças gostavam de pegar em suas jóias e se distraiam brincando com elas, outro motivo dela gostar de mantê-las por perto. Já o motivo de não se usar o chapéu, é o mais comovente. Ela dizia: “Não se pode abraçar uma criança com um chapéu”.

A vida de Lady Di foi, sem dúvidas, uma das pessoas mais inspiradoras que mostra a todos qual a verdadeira sensação de empatia e amor ao próximo.

Fotos: Tim Graham, Divulgação

POSTS PATROCINADOS