Pit Bull agressivo foi mandado para a eutanásia. Mas espere parar ver o que acontece quando um policial o encontra


PUBLICIDADE

Já ouviu a frase “as aparências enganam”? Pois é, essa história que vou contar agora se encaixa perfeitamente nisso.

Leonardo é um Pit Bull, isso já é motivo para as pessoas acharem ele mais perigoso do que o normal, isso devido ao preconceito que meio mundo tem com a raça.

PUBLICIDADE

Após ser considerado agressivo, o abrigo não via possibilidades de alguém querer adotá-lo. A saída foi recorrerem à eutanásia.

Porém, o policial Alloway viu certo potencial em Leonardo e considerou que ele poderia ter um futuro. Quando foi o encontrar, entrou com um rodo no alojamento do cão, que correu para cima e mordeu o objeto. Naquele momento, o policial entendeu que ele não estava sendo agressivo, e sim, querendo brincar.

Alloway percebeu características no peludo semelhantes as de outros cachorros policiais com quem trabalhou e sentiu que o Pit Bull se daria muito bem trabalhando. Mesmo completamente destreinado, ele não conhecia nenhum comando, mas amava brincar.

Os policiais, então, tiveram a ideia de ensiná-lo a farejar drogas e recompensá-lo com brinquedos quando atingisse seu objetivo. A delegacia de Alloway nunca havia trabalhado com Pit Bull antes, mas viram o quanto ele, mesmo sendo um cachorro, consegue ter ética em seus afazeres.

“Ele tem tanta coisa para brincar, dirigir e caçar que é um grande cão policial. Ele está constantemente querendo trabalhar”, disse o Diretor de Treinamento para a Aplicação da Lei, Krishea Osborne.

Já o chefe da polícia, Terry Mitchell, não estava certo sobre ter uma parceria com um pitbull no começo, mas não demorou muito para que Leonard o conquistasse, mais precisamente, apenas 10 minutos. Agora, ele está pronto para ser certificado pelo estado de Ohio, nos Estados Unidos, como um membro oficial da polícia .

Já os colegas de trabalho do cãozinho estão ansiosos para tê-lo de plantão como parte de sua equipe. Terry disse que todos no departamento o ama e disso não restam dúvidas.

Se as pessoas se preocupassem menos com as aparências e entendessem melhor os cães, Leonard não teria corrido risco de vida. Graças ao olhar sensível de um homem, hoje ele pode proteger todos os cidadãos locais.

Boa sorte para o mais novo policial e seu futuro brilhante pela frente!

Fotos: Reprodução

POSTS PATROCINADOS