Pintor que não enxerga cria obras de arte magníficas. Confira!


PUBLICIDADE

John Bramblitt já lidou com muitas situações adversas em sua vida. Sofrendo com crises de epilepsia, ele teve depressão e se afastou da família e dos amigos por isso. Porém, foi na arte que ele encontrou um alívio, ou mesmo sua cura. Bramblitt produz quadros coloridos e emocionantes, mas tem um detalhe: ele perdeu a visão por conta da epilepsia.

O tato se tornou seu maior aliado na produção da arte. Cada cor possui uma textura diferente, as misturas de tonalidades podem ser feitas graças às embalagens de tinta escritas em braile e as formas criadas na tela podem ser sentidas com o toque das pontas do dedos. Dessa forma, John é capaz de pintar obras coloridas e vívidas, representando cenas cotidianas como um casal se abraçando ou um músico tocando algum instrumento.

PUBLICIDADE

Para John, o momento que ele começou a testar com o pincel foi o momento em que sua vida mudou para melhor. “Para mim, o mundo é muito mais bonito colorido agora do que era quando eu enxergava”, conta em entrevista.

Confira um pouco do trabalho do artista:

Além de pintor, John trabalha como assessor no Metropolitan Museum of Art em New York, criando projetos que garantem visibilidade à arte para pessoas com deficiências.

Ana Oliveira

POSTS PATROCINADOS

Beatriz Ponzio

Jornalista, introspectiva, criativa, sensível, sonhadora, apaixonada por dança e pela vida.