Pai ouve choro vindo do forno e se desespera ao ver a filha sendo cozida dentro dele


Mãe tenta queimar filha no forno
PUBLICIDADE

As mães cuidam, educam, aconselham. São elas que estão ali para o que der e vier. Mas, nem sempre todos os casos são de amor e carinho. Em 2002, Melissa Wright colocou a filha mais nova, Ashley, de apenas 14 meses, no forno, acendeu a chama e fechou a porta. Somente graças ao pai da menina, Robert, a pequena sobreviveu. Ele ouviu seu choro e correu para ver qual o motivo, até se deparar com essa situação.

Mesmo tendo sido salva, Ashley teve queimaduras graves por todo o corpo. Passou por 28 procedimentos cirúrgicos desde então e ainda hoje é possível ver as marcas da tragédia em sua testa e seus braços. Melissa teve problemas de saúde mental e sofreu com os efeitos colaterais da medicação contra a depressão. Ela confessou o crime e foi condenada a 25 anos de prisão, por tentativa de homicídio.

PUBLICIDADE

Mãe coloca filha dentro de forno

Notícia devastadora:

Ashley hoje tem 15 anos e foi criada pelos tios. Há pouco tempo, descobriu que a mãe pediu o direito à liberdade condicional e não poderia ter ficado mais arrasada. Em entrevista, contou que não a odeia e nem a ama, da mesma forma que não quer conhecê-la. Ela a perdoou, mas não confia nela. Mas, sua irmã mais velha, que na época da tragédia tinha 8 anos, tem uma opinião contrária.

Courtney viu tudo acontecer. Hoje, tem seus próprios filhos e não deixou de visitar a mãe. Ela acredita que a mulher mudou e merece uma segunda chance. Na audiência para decidir se Melissa teria ou não direito à liberdade condicional, tanto Ashley quanto Courtney deram seu ponto de vista.

Mãe coloca filha dentro de forno

A justiça pendeu para o lado de Ashley e decidiu que a acusada ainda terá que cumprir mais anos da sua pena até poder ter a liberdade condicional. Imagine a dor de Ashley por conviver todos esses anos sabendo que foi a mãe que a deixou com graves sequelas para o resto da vida! Muita força para ela.

Foto: Reprodução/ Internet

Fonte: Portal Curió

POSTS PATROCINADOS