O último pedido deste homem de 92 anos era dançar com uma mulher bonita. Foi então que elas se juntaram


PUBLICIDADE
O desejo foi realizado de uma forma melhor do que ele imaginou

Tudo aconteceu nos Estados Unidos, onde as pessoas costumam ter um senso de patriotismo bastante acentuado. Principalmente quando se trata de seus veteranos da Segunda Guerra Mundial, que são legitimamente anunciados como heróis por causa de seu serviço ao país.

E como muitos deles estão chegando aos seus 90 anos e perto do fim de suas vidas, é justo que seus sonhos e desejos finais se tornem realidade .

PUBLICIDADE

O desejo final do veterano da Marinha, Paul Sonnier, era “dançar com uma mulher bonita”. Foi por isso que uma irmandade do sul do Missippi se dispôs a garantir que o senhorzinho realizasse seu desejo.

As mulheres da sororidade, Phi Mu, da Universidade do Sul do Mississippi, se apresentaram em uma dança para Sonnier depois que ele contou para Jessica Moreau, estagiária de assistência social da SouthernCare Hospice Services, sobre seu último sonho.

“Ele sempre me perguntava se eu queria ir ao Ropers, o bar local”, disse Moreau, que também é membro da Phi Mu. Depois de ouvir sobre o desejo do veterano de 92 anos, as irmãs de Phi Mu organizaram a dança e o convidaram.

“Nós sempre gostamos de nos envolver com a comunidade”, disse a presidente da Phi Mu, Cameron Ponder. “Como um de nossos membros é especialista em trabalho social na University of Southern Mississippi, descobrimos que é uma ótima maneira de homenagear alguém que fez muito pelo nosso país.”

Sonnier foi levado ao baile numa ambulância e e depois em uma maca. Ele dançou com seus anfitriões da cama, segurando as mãos enquanto a música tocava. De acordo com um post da irmandade, eles cantaram e comeram biscoitos de limão com o sobrevivente de Pearl Harbor.

Família

Os membros da família disseram que estavam gratos pela gentileza desse grupo de mulheres.

“Estamos muito gratos principalmente porque ele não sai de casa há bastante tempo”, disse sua neta, Samantha Owen.“Todas essas mulheres bonitas se aproximaram dele. Ele conseguiu distribuir flores e ser ele mesmo. Meu avô não tem sido ele mesmo por um bom tempo. Então, ele está super feliz ”.

Sua filha, Ida, acrescentou: “O que mais apreciamos é que nosso membro mais velho desta geração, meu pai, está feliz que estas mais jovens apreciem tudo o que ele fez e sacrificou para que elas possam se sentar aqui, divertir e ter a liberdade que elas tem.”

Sonnier já havia recebido uma medalha de honra do Desafio Militar da University of Southern Miss Center para Assuntos de Veteranos Militares por seu serviço durante a guerra.

E embora ele não pudesse dançar fisicamente, ele disse, “é bom estar com todas essas lindas mulheres”.

Fonte: WesternJournal

POSTS PATROCINADOS