O segredo sobre pílulas anticoncepcionais que toda mulher precisa saber


PUBLICIDADE
Você sabia que não é necessário fazer àquela famosa pausa entre as caixinhas de anticoncepcionais?

Nove por cento das mulheres em idade reprodutiva tomam a pílula mundialmente. O que a maioria deles não sabe é que os sete comprimidos placebo usados ​​na última semana do ciclo de quatro semanas são desnecessários.

É isso mesmo! Você não precisa menstruar. Em vez disso, você pode tomar a pílula continuamente pelo tempo que desejar. Embora seja sempre uma boa idéia consultar um médico antes de tomar essa decisão.

PUBLICIDADE

“Não é realmente necessário fazer uma pausa da pílula contraceptiva para ter o sangramento, não faz mal nenhum pular essa ruptura e tomar continuamente a pílula anticoncepcional”, afirma, Karin O’Sullivan, líder clínica da FPA , uma instituição de caridade em saúde sexual baseada no Reino Unido. “Na verdade, muitas mulheres já fazem isso quando estão de férias.”

“Desde que não existam contraindicações médicas, é seguro para as mulheres usarem os anticoncepcionais de qualquer uma das formas”, acrescentou O’Sullivan. Seja da forma tradicional (com intervalos regulares), trimestral (um intervalo a cada três pacotes), estendido (sem intervalos) ou flexível (com intervalos, mas não caindo em uma das categorias anteriores).

Fonte: Alto Astral

Não há evidência biológica de que “dar um tempo ao seu corpo” faça alguma diferença. Não há acúmulo de hormônios e, quando você para de tomar a pílula, os efeitos são imediatamente reversíveis.

Sangramento de Retirada

Vamos esclarecer as coisas. A menstruação que começa quando faz o intervalo  da pílula não é uma menstruação comum. É um sangramento de retirada. Esta é a resposta do corpo à queda repentina de hormônios que ocorre quando você para de tomar as pílulas ativas e muda para as pílulas de placebo.

A diferença entre a hemorragia de retirada e uma menstruação regular é que, enquanto a mulher toma a pílula, o revestimento uterino (endométrio) não tem a chance de se acumular. Permanece magro. Isso torna o sangramento mais leve do que o de uma menstruação regular.

Mas voltando às pílulas de placebo. Se são desnecessárias, por que os tomamos e de onde veio a idéia?

É uma mistura complicada de fatores sociais, econômicos, políticos e até religiosos que começaram na década de 1960, quando a pílula se tornou disponível para propósitos reprodutivos.

Hoje, testes de gravidez são acessíveis e fáceis de usar. Isto significa que um susto de uma possível gravidez pode ser solucionado ou confirmado dentro de algumas horas depois de perceber que a menstruação atrasou.

Há também ultra-sonografias que podem datar uma gravidez até na semana em que foi concebida. Não era esse o caso há 50 anos. As pílulas de placebo foram planejadas para desencadear um sangramento de retirada e assegurar ao usuário que ela não estava grávida na ausência de testes de gravidez instantâneos e ultrassonografias.

O mito que é passado por gerações é que você precisa ter um sangramento mensal quando está tomando contraceptivos orais, quando na verdade isso foi criado por outras razões.

 

Fonte: IFLS

POSTS PATROCINADOS