O filho dela morreu nas mãos de 25 homens. Então, ela pega uma arma e se vinga de todos eles


PUBLICIDADE

Reza Gul, uma mãe afegã, buscou vingança pela morte do filho por membros do Talibã, na cidade de Balabolok, no Afeganistão. Ela, que era muito apegado ao filho e fazia de tudo por ele, ficou sem chão ao ver diante dos próprios olhos o assassinato pelos terroristas. Seu filho era policial em um posto que foi atacado em um confronto armado.

Mas ela buscou forças para poder honrar o seu nome. Indo de encontro com seus instintos maternais, ela reuniu familiares para o acerto de contas.

PUBLICIDADE

“Não teve outra escolha senão pegar as armas”, revelou Reza.

“Era em torno de cinco horas da manhã quando os combates se intensificaram. Eu não consegui me conter. Peguei uma arma e comecei a atirar de volta”, disse. Em seguida, o marido, os filhos e a nora também pegaram suar armas e abriram fogo contra os terroristas.

“Começamos uma espécie de guerra familiar contra o Talibã”, contou uma das filhas. “Safiullah foi morto diante dos meus olhos. Eu estava comprometido a desistir da minha vida, mas jamais do ponto do qual meu filho era responsável”, disse Abdul Satar, marido de Reza.

Ao todo, a família matou 25 terroristas.

Fotos: Reprodução/Google

POSTS PATROCINADOS