Mulher doa 131 litros de leite para UTI neonatal e perde seu bebê com apenas 10 meses de vida


PUBLICIDADE

A americana Demi Frandsen, do Nebraska, EUA, fez do seu sofrimento a oportunidade de ajudar outras vidas. Durante 10 meses seu filho, Leo, lutou para conseguir sobreviver a uma doença rara chamada gastroquise, que é uma malformação na parede abdominal e que deixa os órgãos da criança expostos.

PUBLICIDADE

Enquanto Leo mostrava-se forte na UTI neonatal do hospital infantil de usa cidade, a mãe bombeava seu leite e doava para o banco de leite do local. Ela conseguiu doar cerca de 131 litros de leite, tornando-se a maior doadora de todos os tempos da clínica. Demi conta que não podia amamentar seu filho, então molhava um cotonete e colocava em sua boquinha para ele sentir pelo menos o sabor.

Leo nasceu com apenas 7 meses e morreu quando completou 10, contudo, deixou um legado lindo para a família e outras crianças que puderam se alimentar do leite que, à princípio, era destinado para ele. “Valeu a pena. Ele valeu a pena. Os 10 meses que ele viveu foram os melhores 10 meses da minha vida”, conta Demi.

Com toda certeza são exemplos assim que valem a pena!

POSTS PATROCINADOS