Ministério Público pede para que Globo insira mais negros no núcleo de “Segundo Sol”


PUBLICIDADE
A novela se passa em Salvador, cidade com maior população negra fora da África

O primeiro episódio da novela “Segundo Sol” foi ao ar na última segunda-feira (15), com um eenco cheio de estrelas, como Débora Secco, Giovanna Antoneli e Adriana Esteves.

No entanto, um detalhe da trama chamou a atenção do Ministério Público, que enviou um comunicado a emissora pedindo retratação.

PUBLICIDADE

Desde que foi anunciado seu núcleo, o folhetim foi acusado nas redes sociais de não representar bem a população da cidade de Salvador, Bahia, lugar onde se passa a novela. Salvador é a cidade com maior população negra fora da África,  e 76% dos habitantes se consideram negros ou pardos.

Apesar de todos esses dados, os atores negros em “Segundo So”quase não existem. Por isso, o Ministério Público do Trabalho (MPT) pediu um posicionamento da emissora e deu um prazo de 10 dias para que eles resolvessem o equívoco.

“O MPT entende que o não espelhamento da sociedade nos programas televisivos gera a perpetuação da exclusão e reafirma estereótipos de limitação de espaços a serem ocupados pela população negra”, diz comunicado.

“O Ministério pede que sejam feitas “adequações necessárias no roteiro e produção a fim de assegurar a participação de atores e atrizes negros e negras de forma que represente a diversidade étnico-racial da sociedade brasileira”

De acordo com a revista VEJA, caso a Globo não consiga resolver essa questão no prazo determinado, o MPT pode abrir uma ação contra a emissora.

Fonte: Capricho

POSTS PATROCINADOS