Menino autista já faz mestrado em física quântica e é uma das promessas para o futuro


PUBLICIDADE

Os pais de Jacob Barnett não sabiam muito bem o que esperar quando o garoto foi diagnosticado com autismo. Até os quatro anos de idade, ele não falava e preocupava a todos por seu desenvolvimento tardio. Incrédulos, os médicos afirmavam que Jacob jamais conseguiria se virar sozinho e muito menos aprenderia ler ou escrever…

Com nove anos de idade, porém, ele começou a surpreender sua família, mostrando que a Síndrome de Asperger não era motivo para desacreditarem em seu potencial. Barnett passou a desenvolver teorias diversas sobre astrofísica e, aos 11 anos, ingressou em uma universidade. Atualmente com 14 anos, acredite: ele faz mestrado em física quântica e é apontado como uma grande promessa pro futuro.

PUBLICIDADE

Recentemente, na Universidade de Princeton o menino autista foi citado como um dos possíveis indicados para os próximos prêmios Nobel. Orgulhosa de seu filho, a mãe de Jacob nunca desistiu e até escreveu um livro sobre a história do menino. A ideia é inspirar outras pessoas que passam por situações parecidas. Testes de QI mostram que o garoto antes desprestigiado alcançou resultados melhores do que o Einstein, atingindo uma pontuação de inacreditáveis 189.

 

Imagem: reprodução/ Internet

POSTS PATROCINADOS

Jade Petronilho

Atual Editora do BOW, atua no webjornalismo há mais de uma década. Adora escrever, reescrever e contar histórias variadas. Canceriana atípica e inquieta, estudou Jornalismo, Medicina Veterinária e Educação Física. Hoje pós-graduada em Comportamento Animal e cursando medicina de pequenos animais, quando está fora da redação, ajuda tutores e seus pets nesta difícil comunicação interespécies.