Menino adotado troca festa de aniversário por alimentos para crianças órfãs


Menino troca festa de aniversário por doação a orfanato
Menino troca festa de aniversário por doação a orfanato
PUBLICIDADE

Dizem que as crianças têm uma alma pura e um coração bondoso. E resta dúvida? Só de ver a história do pequeno Pedro, de 5 anos, temos certeza disso. Ele e a irmã, Cecília, de 8 anos, foram adotados por Marta Brancher e seu marido. O menino foi adotado quando tinha um ano e dez meses e Cecília, quando faltava uma semana para completar cinco anos.

Desde pequenos, o casal mostra a importância da generosidade e de ajudar ao próximo sempre. E parece que os pais estão formando seres humanos incríveis. Isso porque, quando a mãe perguntou ao Pedro o que ele queria de aniversário, ouviu:  “Levar comida para as crianças, que ainda moram em um abrigo”. O menino sentiu na pele o que é morar em um lugar como esse e queria fazer alguma coisa por outras pessoas!

PUBLICIDADE

Menino troca festa de aniversário por doação a orfanato

E não é a primeira vez que os irmãos têm um ato generoso. Cecília, há dois anos, ajudou a instituição Cães Guia Hellen Keller e a ONG Viva Bicho.

Altruísmo:

Marta contou a história ao Razões Para Acreditar e não poderia estar mais orgulhosa. A atitude dos filhos mostra que toda a educação que eles receberam se reflete no seu comportamento, mesmo ainda tão pequenos. O menino começou uma campanha e logo a família conseguiu arrecadar diversos produtos, criando uma rede de solidariedade entre pessoas e até empresas prontas para ajudar.

A doação dos alimentos foi feita ao Lar Bom Pastor, no Balneário Camboriú, Santa Catarina e a felicidade de Pedro durante a entrega era evidente. A atitude também incentivou outras mães e crianças, que resolveram fazer o mesmo e doar também. Mas, a mãe fez uma festinha de aniversário para ele, no final das contas, para a data não passar em branco.

Menino troca festa de aniversário por doação a orfanato

O casal, antes de adotar os dois filhos, realizou duas fertilizações, que não deram certo. Por isso, Marta reflete: “Me pergunto sempre, o que fizemos de tão especial para receber dois filhos tão anjos, cheios de luz”.

Que Pedro tenha inspirado muitas outras pessoas a olharem um pouquinho que seja para o outro, com mais amor e compaixão.

Foto: Reprodução/ Marta Brancher Palhano

Fonte: Razões Para Acreditar

POSTS PATROCINADOS