Médicos estão suplicando que todos parem de usar um tempero que é consumido todos os dias


PUBLICIDADE
Existem muitos alimentos capazes de nos fazer mal. Temperos, salgadinhos, comidas enlatadas e industrializadas podem ser aditivos perigosos para a nossa saúde.

Veja quatro dessas substâncias que podem prejudicar nosso organismo:

 

PUBLICIDADE

                        1. Fluoreto

Necessário para manter os dentes fortes e prevenir a cárie. Durante o processo de tratamento de água é adicionado o flúor para evitar esse problema.

Segundo a Portaria 2.914 de 2011 do Ministério da Saúde, há um valor máximo para o flúor na água potável (cerca de 1,5 mg/L). A única questão é que, se consumido em excesso, a substância pode ser realmente perigosa. A realidade é que beber água não filtrada diariamente, com muito flúor, pode acabar reduzindo QI.

 

                      2. Adoçantes Artificiais

Será que excluir o açúcar foi mesmo uma boa ideia? Pois, acredite, os adoçantes podem conter outros perigos. Cheios de aspartame, o qual é composto por ácido aspártico, fenilalanina e metanol. Essas, uma vez quebradas pelo organismo, produzem uma química conhecida por gerar tumores no cérebro.

Para você ter uma ideia, o ácido aspártico tem excitotoxinas, neurotransmissores no cérebro que, quando consumidos em excesso, ficam hiper-excitadas, disparando as células nervosas. Sintomas como tontura, fraqueza, dormência e problemas de visão podem ser sinais de um consumo constante e em longo prazo do aspartame. 

Ou seja, o melhor é parar com os refrigerantes, doces e salgadinhos. As opções light serão ainda piores.

 

                   3. Metais pesados

Infelizmente, todos nós ficamos expostos diariamente a metais como mercúrio, chumbo e cádmio. Mesmo nos alimentos com fertilizantes, podemos ficar expostos a estes metais. Peixes e frutos do mar contém o mesmo problema. Mas qual o problema nisso? Bem, basicamente problemas pulmonares, câncer e até desenvolvimento de autismo.

E atenção: até mesmo fetos podem nascer com esses problemas. Por isso, não é recomendado o consumo de peixes em grávidas.

 

                 4. Glutamato Monossódico

Conhecido como um ”tempero”, muito famoso, ele aparece em alimentos como salsichas, sopas enlatadas e alimentos processados. Um bom exemplo dele é o Ajinomoto.

O problema nele é que se usado em excesso pode causar dano cerebral, destruição das células nervosas e até estimular o aparecimento do Alzheimer e do Parkinson. Além disso, também afeta o desenvolvimento do sistema nervoso das crianças.

Veja alguns dos alimentos que sempre contém a susbstância:

Proteína vegetal hidrolisada

Extrato de proteína vegetal

Caseinato de sódio ou cálcio

Extrato de levedura

Proteína texturizada

Farinha de aveia hidrolisada

Óleo de milho

Condimentos

Ou seja, é melhor começar a rever o que você anda colocando para dentro do seu organismo, afinal isso pode estar alterando totalmente a sua saúde.

Fotos: Reprodução.

Fonte: Saúde Curiosa.

POSTS PATROCINADOS

Beatriz Ponzio

Jornalista, introspectiva, criativa, sensível, sonhadora, apaixonada por dança e pela vida.