Como os males causados pelo sal não podem ser combatidos nem por uma dieta saudável


Dieta saudável não impede que os malefícios do sal se manifestem
PUBLICIDADE

De acordo com uma pesquisa realizada por cientistas britânicos, uma alimentação saudável e equilibrada não é capaz de coibir os males causados pelo excesso do consumo de sal. A falta de moderação está diretamente ligada a problemas como aumento da pressão arterial e nem mesmo uma mudança na dieta é capaz de ajudar a lidar com o problema.

Os pesquisadores chegaram à conclusão de que ingerir mais de 8,5 g de sal por dia – o que, por consequência faz com que a pressão arterial se eleve – pode desencadear doenças cardiovasculares, AVC e outras enfermidades. O excesso dificulta o trabalho do coração em bombear o sangue e levá-lo para todo o corpo.

PUBLICIDADE

Foto: Reprodução

“Hoje em dia nós enfrentamos uma epidemia global no que diz respeito à ingestão de sal e casos de pressão arterial alta. E a pesquisa que realizamos comprova que não existem truques para reduzir a pressão”, explica o médico Queenie Chan. “É essencial procurar ter uma dieta com baixo teor de sal. Mesmo que a dieta seja saudável e equilibrada”, acrescenta.

A recomendação por parte de especialistas é que o consumo de sal não seja superior a seis gramas diárias, no entanto alimentos industrializados fazem com que a quantidade seja facilmente superada.

Danos ao coração

Uma outra pesquisa britânica realizada em agosto do ano passado traz à tona números ainda mais preocupantes. Pesquisadores identificaram que apenas duas colheres (de chá) diárias de sal – na casa de 3,73 g – já são suficientes para causar danos ao coração.

Além de aumentar a pressão arterial, a alta ingestão de sal também é responsável por tensionar os músculos do coração, o que acelera os batimentos cardíacos. As consequências estão associadas a graves doenças.

Foto: Reprodução

Fonte: Veja

POSTS PATROCINADOS