Mãe de 4 filhos fica com o carro quebrado em tempestade e recebe ajuda generosa de estranhos


PUBLICIDADE

Recentemente o jornalista Frank Somerville ouviu uma história muito comovente e decidiu compartilha com todos. O âncora do noticiário norte-americano KTVCU, em Okland, na Califórinia, contou que recentemente uma mulher chamada Tawny precisava de mantimentos para ela e seus filhos de 9, 5, 2 e 6 anos, já que ela se encontrava sozinha na luta de mantê-los desde que foi abandonada pelo pai das crianças.

PUBLICIDADE

Foi então que em um determinado dia Tawny foi até uma loja para comprar comida e saiu de lá com uma enorme tempestade. Ela tentou sair o mais rápido do local, mas sua caminhonete quebrou no estacionamento e a bateria simplesmente não funcionava. “Eu não tenho família para pedir ajuda”, disse a mãe das crianças enquanto contava para o jornalista sua situação.

Depois de muito tempo pedindo ajuda para as pessoas e sendo ignorada, Tawny sentiu-se totalmente sozinha no mundo e começou a se desesperar. Ela estava numa situação terrível, com fome e vendo suas filhas cansarem e começarem a chorar, enquanto a chuva aumentava. “Eu estava gritando e me senti como o pior mãe de todos os tempos”, contou Tawny.

Foi então que ela ouviu uma batida na janela lateral do veículo. Um senhor mais velho de 74 anos, usava uma bengala e ele entregou um prato de tiras de frango, biscoitos e algumas garrafas d’água. “Alimentes os bebes e coma, jovem. Eu tenho uma caminhonete e você pode rebocar assim que minha esposa cheguar aqui”, afirmou o senhor. Tempo depois a mulher chegou com o reboque e eles foram levados para casa em segurança.

Na manhã seguinte, ela conta que o senhor voltou na casa de Tawny junto de um mecânico que trocou a bateria de seu carro e arrumou uma das janelas que estava com problema, sem cobrar nada da mãe das crianças. “Ele disse que o pagamento era eu nunca desistir e continuar sendo uma mãe incrível”, conta Tawny.

“Eu nunca chorei tanto na minha vida. As coisas estavam absolutamente terríveis. Mais do que eu consigo explicar. E sem nos conhecer, esse homem gentil nos ajudou de uma maneira que ele nunca saberá. Ele alimentou a minha fé quando eu estava aos pedaços”, desabafou. “Espero que um dia eu possa fazer o que ele fez por mim, com alguma outra pessoa”, termina a mãe agradecida.

POSTS PATROCINADOS