Filho tira nota vermelha em matemática e seu pai consegue ajuda no lugar mais inesperado


PUBLICIDADE
Pai recebe ajuda em matemática de estranho no metrô

Durante o período escolar, a maioria das pessoas têm certa dificuldade com matemática. É algo normal, tanto que por mais que essas pessoas cresçam, a dificuldade com números diminui, sendo substituída, talvez, por uma calculadora.

Aí nos tornamos adultos e temos filhos, que também aprenderão matemática na escola, e podem muito bem ter a mesma dificuldade que nós tínhamos. O problema é que ele provavelmente vai precisar da nossa ajuda.

PUBLICIDADE

Quem passou por isso foi um homem que estava dentro do metrô do Brooklyn, nos Estados Unidos, tentando entender a qualquer custo as frações da lição de casa do seu filho. No entanto, ele só não esperava que encontraria ajuda logo ali para mais tarde poder ajudar seu pequeno, que está na terceira série e tirou nota baixa em um teste de matemática recentemente.

Capturando o momento

Quem observou tudo foi Denise Wilson, que tirou uma foto de Corey Simmons (o homem de vermelho) e um homem de bom coração (esse é o cara do chapéu). Ela queria apenas tentar chegar em casa quando viu os dois estranhos tendo uma conversa intensa… Sobre frações! “Ele estava apenas dizendo ao cara: ‘Estou na faixa dos 40 anos e tudo isso é novo para mim, então eu tenho que reaprender isso para ensinar meu filho porque ele não passou no teste de matemática'”, disse Denise.

Mas Corey estava com sorte! O estranho que o ajudava tinha sido um professor de matemática e ele não teve nenhum problema em parar o que estava fazendo para ajudar aquele pai. “Tudo o que ele errou ou ficou confuso, apagou e corrigiu”, escreveu Denise em seu post, acompanhando a imagem dos dois homens.

Ela disse que Corey e o professor de matemática saíram em diferentes estações. E mesmo que o post de Denise tenha sido compartilhado muitas vezes, ninguém descobriu quem é o misterioso professor de matemática. Mas talvez essa seja a parte mais bonita desta história: ele não estava ajudando para chamar atenção.

O pai disse que já “estava no meio do caminho” com as frações e, sem dúvidas, ensinou ao seu filho naquela noite menos sobre matemática e mais sobre perseverança – e nunca ter medo de pedir por ajuda. Até porque essa ajuda vir de quem você menos espera.

Fonte: Upworthy

POSTS PATROCINADOS