Família perde a esperança após ter cão roubado. Mas uma mensagem no Facebook explicaria tudo


PUBLICIDADE

Em setembro de 2017, Briana Martin deixou sua cadelinha, Feather, da raça Husky Siberiano, um pouco para fora de casa amarrada em um pedaço de madeira preso no chão, em Moline, Illinois (EUA). Mas quando a família saiu para verificá-la 30 minutos depois, a cadelinha havia desaparecido.

Sua coleira não estava no local e nada estava quebrado, o que provavelmente aconteceria se a cadelinha tivesse fugido. Ao invés disso, parecia que ela havia sido roubada. Para Briana e seus filhos, Feather era uma criança na família. Depois que ela havia sumida por 24 horas, Briana decidiu fazer um boletim de ocorrência.

PUBLICIDADE

Policiais procuraram a cadela incansavelmente por semanas. Mas logo as semanas se transformaram em meses, e a família acabou perdendo esperança. Briana publicou fotos da Feather no Facebook, esperando que alguém tivesse informações ou a tivesse visto. De repente, certo dia, ela se deparou com uma mensagem de uma loja de mecânica.

A loja postou que encontraram uma cadelinha vagando a poucas quadras de sua casa, e que estariam cuidando dela até que seus donos fossem encontrados. A loja não publicou fotos do cão e, em vez disso, solicitou ao proprietário que descrevesse o colar e a cor dos olhos do cachorro.

Mas o post já tinha quase três meses quando Briana o viu. As chances de Feather ainda estar lá eram escassas, mas mesmo assim, a dona enviou à loja uma mensagem descrevendo sua cadelinha. Quando a loja de mecânica a respondeu, as notícias não eram boas. Depois de observá-la por um mês e meio, a cadela escapou do quintal do dono da loja quando ninguém estava em casa.

Entretanto, essa notícia seria outra repentinamente meses depois, quando Briana recebeu uma mensagem do dono da mecânica. No início, a mulher achou que o homem que a enviou a mensagem, havia roubado seu cachorro. Mas quanto mais conversavam, ela entendeu o que realmente aconteceu. Quando ele encontrou Feather em setembro, a levou para casa e fez a postagem no Facebook, esperando que seu verdadeiro dono achasse seu post e buscasse ela.

No entanto, cerca de um mês depois, quando ninguém estava em casa, seus próprios pais vieram e roubaram Feather de seu quintal. “Meu primo apenas me informou que meus pais roubaram seu cachorro do meu quintal”, disse sua mensagem. “Eu não falo com eles, então eu não sabia que eles tinham ela. Foi me dado esse como o endereço”.

Briana não podia acreditar. “Fiquei muito chocada. Eu apenas olhei meu telefone por um segundo e disse ‘O quê?’ Uma vez que entendi, eu disse tudo bem, qual é o nome deles, qual é o endereço deles? Onde posso encontrá-los?”. O endereço estava a 88 milhas de distância da casa de Briana. Depois que a polícia recebeu os novos detalhes, contataram a polícia daquela área, onde a cadelinha estava. Foi assim que encontraram Feather.

Horas depois, a família Martin finalmente encontrou sua “filha” seis meses depois do desaparecimento. Para completar, eles acusando os pais do dono da loja de mecânica. “Você está olhando o grande roubo em alguns casos”, disse Briana. “Os animais não são baratos, e você pode ir para a prisão. Esteja disposto a pagar esse preço se quiser levar um animal”.

Quanto ao homem que ajudou a reunir Feather com sua família, ele disse que estava simplesmente feliz em ajudar. A família é eternamente grata por sua ajuda em devolver seu cachorro a eles. “Eu queria saber o que aconteceu com ela nos últimos seis meses, onde ela esteve, o que ela fez, como ela gostou da sua primeira neve, mas ela vai estar conosco para sempre”, disse Briana.

Fonte: Liftable

POSTS PATROCINADOS