Ex-jogador arrisca sua própria vida e ajuda a resgatar 860 pessoas no mar


PUBLICIDADE

Atualmente está em evidência a situação Síria. E por isso é comum aparecer em nossa televisão notícias relatando o conflito armado na região. Infelizmente muitos relatos tristes, mas algumas histórias felizes também existem.

Como o caso do ex-jogador de basquete Jordi Villacampa, que atuou na Europa entre as décadas de 80 e 90. Ele foi até o país do Oriente Médio junto com a ONG Proactiva Open Arms com a intenção de ajudar os refugiados que desejam embarcar para a Europa.

PUBLICIDADE

Mas para fazer isso o jogador de basquete precisou de um ‘treinamento’, ele participou de muitas conversas com psicólogos para se preparar para possíveis problemas.

Ele contou que a ajuda profissional foi necessária porque “O psicólogo me alertou, por exemplo, para os odores, porque os refugiados ficam dias em barcos de borracha fazendo suas necessidades sem higiene alguma. Também me falou de todos os sons, já que escutaria crianças gritando, e da possibilidade de ver pessoas mortas”, contou o ex-atleta.

Ele ainda revelou como foi o resgate às 860 pessoas. “Resgatamos uma vez 385 pessoas e, na outra, mais 487. Ficamos com eles durante dois dias. Quando eles sobem a bordo ficam muito agradecidos, porque muitos já imaginavam que estavam mortos, pois haviam sido abandonados no mar em botes sem combustível”, contou Villacampa.

Foi muito difícil aquilo tudo, eram pessoas desesperadas e fugindo da violência e de guerras. O ex-jogador ainda conta que muitas mulheres tinham histórias tristes sobre as agressões que sofriam.

Mas apesar de tudo, ele caracteriza a viagem como algo positivo:

“Era muito gratificante porque eu me senti útil. Essa viagem mudou minha vida. Agora relativizo tudo e minhas prioridades são diferentes. Percebi que há coisas que não merecem nem ser discutidas. Há, sem dúvida, um marco, um antes e um depois dessa experiência”.

Muito legal essa história, não é mesmo? Deve ser muito gratificante ajudar tantas pessoas que realmente precisavam de ajuda.

Fotos: Reprodução Internet

POSTS PATROCINADOS