Estudo revela forte ligação entre o álcool e a demência precoce


PUBLICIDADE
Os pesquisadores descobriram mais um mal trazido pelo consumo de álcool em excesso

Consumir bebidas alcoólicas de forma demasiada já se provou ser um hábito terrível para a saúde dos seres humanos. Dentre as doenças que as pessoas podem desenvolver com esse costume, estão: cirrose, hepatite e problemas cardíacos.

Além disso, o consumo constante pode levar ao vício, e o alcoolismo faz 2 milhões de vítimas ao ano, segundo a Organização Mundial de Saúde.

PUBLICIDADE

Em pesquisa publicada no último mês de fevereiro pela revista francesa, The Lancet Public Health, cientistas afirmam ter encontrado uma ligação direta entre o consumo excessivo do álcool com o desenvolvimento de demência.

Eles analisaram mais de 1 milhão de pessoas com demência mental durante cinco anos e chegaram a conclusão de que a ingestão de álcool foi a causa mais relevante para que eles tivessem doenças mentais.

Se tratando das pessoas que são diagnosticadas precocemente, antes dos 65 anos, isso fica ainda mais expressivo. Aproximadamente 57% dos casos tinham ligação com a bebida e 18% eram alcoólatras. Eles tiveram danos cerebrais permanentes.

Proibição do Incentivo

A conclusão que os cientistas e pesquisadores chegaram é a de que algumas medidas de saúde e segurança devem ser tomadas, no mesmo grau de rigidez que aconteceu com o cigarro.

Aumento de impostos, proibição da publicidade do álcool e o diagnostico precoce do alcoolismo são algumas das medidas sugeridas por eles.

Pelo fato de que pessoas que bebem demais são sedentárias, fumam e possuem características depressivas, eles tiveram dificuldade de fazer uma conexão direta entra a demência e o álcool.

Cuidados

A demência ainda não tem cura, mas você pode tentar evitá-la levando um estilo de vida saudável e ativo mentalmente e fisicamente.

Caso você exagere um pouco na bebida, só deve se preocupar caso ultrapasse os seguintes limites: 14 unidades de álcool por semana. Cada unidade equivale a 10 mililitros de álcool puro. Isso dá em torno de dez latas de cerveja ou sete taças de vinho.

Se você suspeita possuir algumas das doenças citadas nesse texto, procure um médico para um diagnóstico mais preciso.

Fonte: Superinteressante

POSTS PATROCINADOS