Algumas mulheres ficam sem ar após dar à luz. Isso pode indicar um grave problema a elas


Algumas mulheres podem sofrer perda de ar ao dar à luz
PUBLICIDADE

Certamente, toda gestante ou mulher que deseja engravidar já fez muitas pesquisas a respeito do que esperar no momento de dar à luz. E aquelas que foram mais a fundo em sua busca já devem ter ouvido falar de casos nos quais as mulheres sofrem falta de ar após o parto – o que aconteceu com a tenista Serena Williams no dia seguinte ao nascimento de seu bebê. E tal quadro deve ser acompanhado com atenção.

No caso da atleta norte-americana, a falta de ar foi resultado de uma embolia pulmonar. A doença, que ocorre a partir de uma trombose, é caracterizada pelo bloqueio causado por um coágulo de sangue (trombo) que interfere diretamente no funcionamento das artérias. Dependendo do caso, o trombo pode se mover entre as artérias até alcançar os pulmões, o que resulta em falta de ar e fortes dores no peito. Tamanha a gravidade da situação, o risco de morte é real.

PUBLICIDADE

Quando uma gestante já sofreu com a trombose em algum momento da vida, normalmente os médicos recomendam o consumo de anticoagulantes durante o período da gestação. A necessidade se dá porque na gravidez ocorre a diminuição da velocidade do fluxo sanguíneo no período em que os hormônios passam por mudanças, o que pode resultar em um coágulo.

Para os casos nos quais nunca houve trombose anteriormente diagnosticada, os sintomas de falta de ar e dor no peito merecem atenção especial.

Imagem: Reprodução
Tratamento

O mais comum é que os casos sejam tratados por meio do uso de anticoagulantes ou trombolíticos. Ambos são importantes para impedir a formação dos coágulos sanguíneos. Entretanto, pode ocorrer de alguns casos exigirem uma cirurgia de remoção do coágulo e internação.

Fonte: Vix

POSTS PATROCINADOS