Ele aponta a arma para um prisioneiro no meio da Guerra do Vietnã. A foto que chocou o mundo completa 50 anos e ainda choca


PUBLICIDADE
As lentes do fotógrafo Eddie Adams captaram o momento exato em que o general Nguyen Ngoc Loan executava um soldado desarmado

Tudo aconteceu há 50 anos, quando o fotógrafo Eddie Adams trabalhava cobrindo a guerra do Vietnã. Sem imaginar, Eddie presenciou um momento que mudaria o rumo da vida de muitas pessoas, incluindo a dele. Além disso, a premiada foto alterou a perspectiva das pessoas sobre o real motivo daquela guerra.

Eddie acompanhava o General Nguyen Ngoc Loan na ocasião, e foi surpreendido com a atitude extrema do homem ao atirar a queima roupa em um soldado rendido e desarmado. Por ter sido uma surpresa, a sorte fez o seu papel ao permitir que o click da câmera de Adams captasse o momento exato deste ato.

PUBLICIDADE

Hoje, é mais do que bem entendido a influência que a mídia pode ter na hora de formar a opinião das pessoas sobre diversos assuntos. Porém, no final dos anos de 1960, Eddie jamais imaginaria que a repercussão de seu trabalho poderia ser tão relevante.

O Brigadeiro General Nguyen Ngoc Loan era chefe de Polícia Nacional do Vietnã do Sul, portanto, era aliado dos Estados Unidos. Na manhã seguinte da execução, a foto de Eddie estampava a capa de quase todos os jornais do mundo.

Impressionantemente, a opinião dos americanos, que são famosos pela dose demasiada de patriotismo, deu sinal de mudanças. Eles começaram a questionar seus representantes sobre os verdadeiros motivos desta guerra, que de início seria derrotar o regime comunista do Vietnã do Norte.

Além disso, várias outras imagens que mostravam soldados americanos sendo dizimados durante a batalha, que viria a ser uma das mais sangrentas da história, eram transmitidas 24 horas por dia nos noticiários americanos. Isso tudo cooperou para que grupos pacifistas começassem a protestar por toda a América a favor do fim da guerra.

A foto em questão é cheia de grandes parênteses

Segundo o próprio fotógrafo, o que ninguém soube durante muitos anos era o contexto errôneo que se formou em volta da imagem.

O soldado executado que foi interpretado como um mártir, não era tão inocente assim. Eddie explica que ele era um assassino responsável pela morte da família toda de um outro general. Adams fez a seguinte analogia: “Duas pessoas morreram naquela foto: o que recebeu a bala e o general Nguyen Ngoc Loan.  O general matou o vietcong, e eu matei o general com minha câmera”.

Foto tirada por Eddie Adams dias depois da execução de soldado

Apesar desta declaração do fotógrafo para revista Times, o general só morreu no ano de 1998. Ele conseguiu exílio nos Estados Unidos, que tentou sem sucesso expulsá-lo nos nos seguintes, e viveu uma vida tranquila cuidando de um restaurante.

Já Eddie Adams, faleceu em 2004. Durante sua vida ele ganhou mais de 500 prêmios por causa da foto, incluindo um Pulitizer. A imagem entrou para a história como a mais icônica desta guerra, ao lado da foto de Nick Ut que você pode conferir abaixo.

Foto: Nick Ut

 

Fonte: Hypeness

POSTS PATROCINADOS