Ela perdeu as duas trompas e viu o sonho do segundo filho ir embora. Anos depois, recebe recompensa


Perde as duas trompas
PUBLICIDADE

Daisi Colpani, de 42 anos, tinha o sonho de um segundo filho. Mas, em 2010, ela engravidou e descobriu que o bebê se desenvolveu na trompa direita. Significava que a gestação estava ocorrendo fora do útero, chamada de gravidez ectópica. Após um sangramento, ela ouviu a seguinte sentença do médico:

‘Seu bebê está na trompa direita e não tem mais batimento cardíaco. Precisamos fazer uma cirurgia de urgência para retirá-lo’, contou. No mesmo dia, foi operada e sua trompa direita foi retirada. Em casa, ela se sentiu deprimida. Mas, em conversa com seu ginecologista, descobriu que ainda poderia ter filhos, pois restava a trompa esquerda e ela dificilmente teria outra gravidez ectópica.

PUBLICIDADE

Perde as duas trompas

Continuou tentando engravidar e em 2011, descobriu estar gravida novamente. Quando começou a passar mal, ficou assustada:

“No pronto-socorro, fui submetida a um exame. Não consegui acreditar no resultado: meu bebê estava na trompa esquerda, e ela havia estourado. Entrei em pânico, achei que fosse morrer.”, contou. Sentia muita tristeza, pois sabia que ter outro filho naturalmente seria um milagre. Ela tinha perdido suas duas trompas.

Em 2017, descobriu que a retirada da trompa direita lhe causou uma hérnia incisional. Operou e em alguns dias começou a se sentir mal. Descobriu que estava grávida e a felicidade foi generalizada. Seu bebê estava crescendo dentro do útero, como deveria ser. No parto, descobriram que sua trompa esquerda tinha se ramificado, por isso ela conseguiu engravidar!

Perde as duas trompas

“Com 41 anos, dei à luz o Anthony, que nasceu com síndrome de Down. Dedico a minha vida a ele, e tenho certeza de que ele veio para me ensinar e mudar muitas coisas na minha vida. Ele me traz muita paz.”, finaliza. História linda de muito amor e esperança!

Foto: Reprodução/ Arquivo Pessoal

Fonte: Uol

POSTS PATROCINADOS