PUBLICIDADE

Só quem já sofreu com pedras nos rins e nas vesículas sabe o tamanho da dor. Em casos mais sérios, pacientes chegam a precisar receber doses de morfina nos hospitais tamanho o sofrimento que é conviver com aquelas pedrinhas que são minúsculas, mas que de inofensivas não tem nada.

Nos Estados Unidos, um paciente levou o conceito de cálculo renal ao limite. Não é incomum que existam situações nas quais o problema seja resolvido com cirurgia, principalmente quando as pedras atingem um tamanho um pouco maior. Contudo, em Long Beach, cirurgiões removeram uma pedra do tamanho de um ovo de avestruz da barriga de um paciente.

E sabe o que chama mais atenção no caso? Enquanto as pedrinhas podem ser verdadeiramente dolorosas, a pedra gigante fez com que o rapaz tivesse apenas "algumas pequenas dores no lado esquerdo do abdômen". Detalhe: ele só percebeu que havia algo errado quando começou a ter dificuldades para urinar. E isso ocorreu três dias antes da visita ao hospital.

Além do cálculo colossal, o americano também sofria com um menor no ureter esquerdo. Na tomografia foi constatado que a pedra media 12 x 9,5 x 7,5 centímetros e pesava 770 gramas. Para se ter uma base, um ovo de avestruz, como citado anteriormente, mede 15 centímetros de altura, em média, e seu peso costuma estar na faixa de 1,5 quilo. O problema desse paciente,de 64 anos e que não teve a identidade revelada, é muito raro.

Assustador, não é mesmo?

Fotos: Reprodução

PUBLICIDADE