Dono de abrigo finge que cão está morto. Ele sabia que não poderia devolvê-lo a seus tutores


PUBLICIDADE
Você pensava que um cachorro não poderia ser motivo de uma batalha judicial? Pois é, mas Mack, que vive nos Estados Unidos, ficou dois anos em um grande impasse.

Ele teria sido o cão fiel de uma mulher chamada Jamie Peterson e seus sete filhos. Ele, uma mistura de boxer com mastiff, havia sido retirado de uma associação que resgata animais chamada Rough Road Rescue. Porém, havia um problema: vira e mexe, Mack sumia. Mas na última vez que o animal resolveu fugir da casa, o dono da associação, Steve Svehla o encontrou e alegou negligência por parte da dona.

E foi aí que a batalha teve início. Os tribunais acabaram decidindo a favor de Jamie, mas Steve bolou um terrível plano para que ela não o levasse. Ao invés de devolvê-lo, ele entregou uma caixa de cinzas, dizendo que Mack havia morrido. Mas com uma investigação, descobriu-se que aquilo não passava de uma farsa. Agora, ele deve enfrentar a acusação de roubo, afinal não devolveu o cachorro depois da decisão da justiça.

PUBLICIDADE

dono

O diretor ainda mantém a acusação de negligência por parte de Jamie.

Fotos: Reprodução.

Fonte: Gazeta Online.

POSTS PATROCINADOS

Beatriz Ponzio

Jornalista, introspectiva, criativa, sensível, sonhadora, apaixonada por dança e pela vida.