‘Aquilo lá não tem mais jeito’. Dona abandona cachorro de 15 anos em quintal para morrer


PUBLICIDADE

Como lidar quando uma pessoa deixa um cachorro para morrer? Uma ONG ficou simplesmente indignada quando viu o animal já idoso e cego deixado no quintal de uma casa, no bairro Eldorado, na Serra.

Ele estava acorrentado, sem água, comida e abrigo. Felizmente, a ONG foi avisada sobre os maus tratos e correu para socorrê-lo. A protetora de animais Lívia Guimarães tocou a campainha da casa da dona que disse que, intencionalmente, deixou o cachorro lá. Aparentemente, eles tiveram que implorar para que a dona deixasse que eles levassem o animal.

PUBLICIDADE

“Ela falava: ‘aquilo ali não tem mais jeito’. Aquilo. Nossa, isso me dói profundamente. É uma vida. Se ela não tinha dinheiro para cuidar, que pedisse ajuda. Mas que não deixasse daquele jeito. É muito triste uma vidinha daquela não ter dignidade nem para morrer, nem para ter os últimos anos de vida em paz, tranquilo e ter o mínimo de conforto”, revela Lívia.

quintal casa

Segundo ela, o cachorro deve ter cerca de 15 anos. Ele estava com pouquíssimos dentes, desnutrido e desidratado. Não dava nem para saber a raça dele. Logo depois do caso, ela fez um boletim de ocorrência por conta da situação do animal.

Agora, o cachorro está tendo os devidos cuidados em uma clínica veterinária. Ele recebeu o nome de Heitor e ainda não consegue andar, sem previsão de alta. Pelo menos agora ele já consegue se alimentar sozinho. No começo, era necessário que colocassem comida em sua boca, mas depois, aos poucos, o pobrezinho conseguiu realizar tarefa sozinho.

Enquanto isso, a polícia segue a investigação. Segundo o delegado Isaías Tadeu, “Em decorrência da falta de algumas informações, como o nome da proprietária do referido animal, solicitamos que a representante da ONG fizesse esse levantamento junto aos vizinhos para que pudéssemos instruir melhor esse boletim de ocorrência e, posteriormente, fazer os levantamentos devidos e encaminhar à delegacia pertinente, no município de Serra.”

Ele acredita que a situação é realmente de maus tratos uma vez que a mulher poderia muito bem ter mandado o animal para algum outro lugar para receber o tratamento que precisasse.

“O que a gente quer mesmo é que haja punição de alguma forma. Pelo amor de Deus, a gente implora. A gente não aguenta mais resgatar e ver tantos casos de maus tratos todo dia. Semana passada uma amiga minha resgatou comigo uma Boxer jogada na caçamba de lixo, com tumor no cérebro, para morrer, idosa. Isso não pode continuar, alguém tem que tomar alguma atitude, alguma providência”, conta Lívia.

Esperamos que a justiça seja feita. Lembre-se: se ver maus tratos por aí, denuncie para o telefone 181.

Fotos: Reprodução.

Fonte: Folha Vitória.

POSTS PATROCINADOS

Beatriz Ponzio

Jornalista, introspectiva, criativa, sensível, sonhadora, apaixonada por dança e pela vida.