Mais comum do que parece, o AVC infantil pode acontecer. E 7 doenças ‘abrem a porta’ para ele


Algumas doenças podem desencadear o AVC infantil
PUBLICIDADE

Não é novidade alguma dizer que o Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma das doenças que mais vitima pessoas no Brasil e no mundo. Em nosso território, em média 6 milhões de pessoas morrem anualmente por conta da condição. E nenhuma outra doença deixa tantas pessoas incapacitadas no planeta. Contudo, o que muita gente não sabe é que as crianças não estão imunes ao problema e o AVC infantil não é tão raro quanto pensam.

De acordo com números da Associação Brasileira de Psiquiatria, o distúrbio representa uma das 10 causas principais de óbito infantil. E boa parte dos casos surge quanto paciente já sofre com alguma outra doença.

PUBLICIDADE

Impacto nas crianças

Crianças que enfrentam o AVC podem sofrer graves problemas que as acompanharão para o resto da vida. Dentre os principais sinais da enfermidade, estão:

  • Perda da fala
  • Mudanças que afetam o comportamento
  • Mudanças na coordenação motora
  • Movimentação acelerada dos olhos
  • Um braço ou uma perna que não se move como o outro
Imagem: Artemida-Psy / Shutterstock – Retirada de Vix.com
Doenças desencadeiam o AVC

Algumas doenças podem não aparentar gravidade no início (como a catapora, por exemplo), contudo, seu efeito no corpo das crianças pode fazer com que o AVC infantil se manifeste. Os exemplos mais contundentes e que merecem uma atenção ainda maior são:

  • Vasculopatias
  • Aneurismas
  • Catapora
  • Malformações dos vasos cerebrais
  • Meningoencefalite (inflamação causada no cérebro por infecções)
  • Cardiopatias congênitas
  • Anemia falciforme

Pais e responsáveis, fiquem muito atentos!

Fonte: Vix

POSTS PATROCINADOS