Depois de anos tomando 40 latas de cerveja por dia, essa mulher mostrou os efeitos do álcool em seu corpo


PUBLICIDADE

Muitos têm seus vícios, mas algumas pessoas conseguem força de vontade para se controlar enquanto outro permitem que esses impulsos assumam suas vidas. Esses vícios nascem de várias necessidades do corpo e da mente, muitas vezes eles começam como um modo de relaxar e aliviar o estresse, um modo de diminuir os sintomas de depressão e assim por diante. Mas as coisas podem ficar bem sérias.

PUBLICIDADE

Beverley Pickorer, uma mãe de quatro filhos aos 35 anos de idade, entendeu de perto os perigos dessas fugas que parecem tão boas. Ela virou alcoólatra aos 20 anos, na esperança de se curar de vários relacionamentos fracassados. Mas obviamente essa não era a solução e ela continuou tentando se encontrar na bebida. Sua doença se tornou tão extrema que ela estava consumindo em torno de 40 cervejas por dia.

Foi então que sua saúde começou a se esvair. Com apenas 35 anos de idade, Bervely começou com os sintomas de cirrose no fígado. Depois vieram a perda dos dentes e a capacidade de falar fluentemente.

Ela passou meses em uma instalação recebendo cuidados intensivos ao lado de seu dedicado parceiro Anthony Howard, que foi o responsável em divulgar as fotos buscando ajudar outras pessoas que passassem por essa mesma situação.

Infelizmente Anthony precisou ver de perto a mulher que ama morrer prematuramente e com o passar do tempo Berverly continuou piorando. Os ataques de epilepsia cresceram, o corpo dela precisava ser movido várias vezes ao dia por enfermeiros para evitar escaras.

Depois de mais de uma década de abuso de álcool, ela tinha perdeu tudo. Filhos, família e amigos. Não tinha ninguém mais além de Anthony que cuidasse dela. Em agosto de 2014 ela veio a falecer, vítima de seus vícios. Vítima de algo que ela não conseguiu controlar, a mente.

POSTS PATROCINADOS