Conheça a drunkorexia, nova “moda” que faz com que jovens não comam para beber


O problema da drunkorexia
O problema da drunkorexia
PUBLICIDADE

Entenda a drunkorexia, um novo quadro que está afetando milhares de mulheres

Com tendências de anorexia, a “drunkorexia” é a nova “moda” do momento entre jovens mulheres de vários países. Ela é um comportamento que ainda não é reconhecido como um distúrbio alimentar, mas casa vez mais está se tornando um problema mundial. Os que sofrem com a drunkorexia costumam pular refeições para beber mais tarde.

Parece que não faz sentido. Mas tudo isso gira em torno da pressão pelo corpo perfeito. Para você ter ideia, um copo de cerveja com 400 ml possui tantas calorias que equivalem a uma fatia de pizza; uma taça de vinho pode ser equiparada com um sorvete. E para manter o corpo em forma e compensar as calorias, os “drunkoréxicos” fazem coisas prejudiciais à saúde. Eles não comem nada antes e depois de uma visita ao bar com amigos, por exemplo.

PUBLICIDADE

E este novo quadro não é algo pequeno ou isolado. Segundo a revista “Australian Psychologist”, cerca de 60% das estudantes de graduação de países ricos confessaram que já tiveram e tem tendências “drunkoréxicas”. “Eu costumava pular refeições na universidade para não ficar inchada à noite”. Esse é o relato de uma mulher de 23 anos que superou esta situação e agora é uma personal trainer. Ela ainda revelou que “Definitivamente é (uma prática) comum, muitos dos meus clientes me perguntam se deveriam perder o jantar para compensar o que planejam beber”.

A drunkorexia está se tornando um problema mundial
A drunkorexia está se tornando um problema mundial

Mas isso tudo é um verdadeiro problema

A blogueira inglesa Ellie McKinnell garante que a drunkorexia é causada pela pressão sobre as mulheres para beber e também para uma boa imagem corporal. Mas é claro, essa prática não é nem um pouco saudável e pode trazer graves problemas. A médica Sarah Davis garante que “Morrer de fome para beber em excesso em um curto período de tempo pode causar intoxicação aguda por álcool, levando a confusão, vômitos e desmaios. O paciente pode colocar-se em risco de danos crônicos à saúde. Doenças hepáticas e cardíacas, que se manifestam a longo prazo. Também é mais provável que você fique sem vitaminas e minerais vitais se cortar a ingestão de alimentos, já que o álcool não tem valor nutricional.”

Fotos: Reprodução Internet

Fonte: Globo 

POSTS PATROCINADOS