Com síndrome rara, mulher que já sofreu sete abortos faz apelo para continuar a gestação


Mulher pede medicamento para continuar gestação
PUBLICIDADE

Perder um bebê é uma dor imensa para qualquer mulher. Imagine sofrer sete abortos espontâneos na tentativa de ter um filho! Foi por isso que Cláudia Santos, de 33 anos, moradora de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, passou.

Ela tem um filha de 12 anos e sofreu sete abortos desde então. Grávida novamente, na nona semana de gestação, ela pode ter descoberto o porque de acabar perdendo seus bebês. Diagnosticada com a Síndrome do Anticorpo Antifosfolipídeo (Safi), que causa perdas fetais de repetição, Cláudia iniciou seu tratamento. Isso aconteceu na última quinta-feira passada, no Hospital Universitário Pedro Ernesto, em Vila Isabel.

PUBLICIDADE

Falta de medicamento:

O problema? A falta de medicamento. A paciente precisa aplicar todos os dias uma ampola de enoxaparina sódica de 40 mg para manter a gravidez. Mas, o hospital apenas lhe deu o suficiente para uma semana!

Mulher pede medicamento para continuar gestação

“A caixa com dez ampolas custa de R$ 388 a R$ 500. Por mês, sairia mais de R$ 1 mil. O hospital me deu só sete ampolas. Para receber mais, teria que ficar internada. Como eu, há muitas grávidas nessa situação”, disse Cláudia. Ela conta que seu diagnostico foi justamente na época que estava esperando o bebê e agora faz campanha no Facebook para arrecadar o medicamento.

Ela precisa tomar o remédio até seis semanas após o parto. Mesmo que receba, ainda vai continuar a campanha para as mulheres que estão passando pela mesma situação. Agora, está mais confiante que essa gestação chegue até o fim e com o laudo que atesta a doença, vai entrar na Justiça para conseguir o medicamento. Segundo o hospital, é preciso fazer exatamente isso para conseguir o anticoagulante. Dessa forma, o juiz determina que o Estado (Riofarma) forneça o produto. Caso isso não ocorra, o hospital oferece a opção da mulher se internar para recebê-lo.

Foto: Reprodução/  Cléber Júnior / Agência O Globo

Fonte: Extra

POSTS PATROCINADOS