PUBLICIDADE

Todos sabemos que a gravidez é algo mágico, não é? Ser pai ou mãe é algo especial. Mas e quando problemas acontecem na gravidez?

Um casal britânico sem nome experimentou bem essa sensação. Eles estavam muito felizes com a ideia de ter um filho, mas foram surpreendidos quando foram ao médico. Na 20ª semana de gravidez, os futuros pais foram ao hospital fazer apenas um ultrassom de rotina.

O diagnóstico os abalou de uma forma terrível, o casal descobriu que o bebê tem uma condição rara e que seu nascimento era um risco para a mãe e para a o futuro bebê. Por causa desse problema, os médicos até mesmo aconselharam o aborto.

Quando o casal foi ao médico, notaram uma marca preta no ultrassom do bebê(como podemos notar na imagem acima). O momento mágico do nascimento seria mais difícil do que eles pensavam e por isso o pai então resolveu contar sua história em sua rede social.

Ele descreve no post: "Na 20ª semanas nosso bebê foi diagnosticado com uma hérnia diafragmática congênita (o buraco negro)... Sua chance de sobreviver poderia ser inferior a 50%, dependendo de vários fatores. Um de nossos perinatologistas nos disse que era melhor abortar.

O casal não queria deixar o pequenino ir, eles sabiam que era difícil, mas queriam tentar. O estômago se moveu para fora da caixa torácica e por isso, o parto seria muito difícil.

Mas o esforço e a esperança do casal foram recompensados e o bebê nasceu bem, em Houston, nos Estados Unidos.

O casal se mudou há pouco tempo para Houston com o intuito de dar mais cuidados ao filho. Na cidade, o casal estaria mais perto de um hospital mais especializado para cuidar da criança.

E felizmente deu tudo certo, como o pai descreve:

Há 39 semanas ... nosso segundo filho nasceu, muito frágil e foi levado a UTI.Ela foi entubada, sedada, em dopamina para suporte de pressão arterial, tinha múltiplas linhas periféricas e centrais, e estava em nutrição parenteral.Eu nunca me senti mais preocupado minutos depois do parto.Em um lado a minha filha estava sendo entubado e mal se agarrava à vida ... do outro lado, minha esposa estava se recuperando de ter dado à luz.Eu estacionei onde eu poderia ver ambos e deixei mamãe saber que seu bebê estava sendo cuidado.

A filha do casal estava bem, mas tinha que enfrentar sua última luta: uma cirurgia no diafragma. E depois de tanta luta, foi um sucesso. O pai ficou muito feliz, mas o que entristeceu ele foi lembrar que alguns médicos pediram para a mãe abortar.

O pai continua: "Eu fiquei triste quando mandaram minha esposa abortar. Isso me fez perceber que existem doenças e condições que realmente precisam de consciência em um mundo saturado de campanhas de conscientização para problemas bem conhecidos ".

A esperança do pai é que a doença de seu filho seja divulgada. A hérnia diafragmática congênita(HDC) é uma doença rara e grave, mas que deve receber mais atenção. Ela não significa que é necessário abortar, apenas devemos tomar mais cuidado com o futuro bebê.

Devemos dar mais atenção a essas doenças e consultar muitos especialistas, não é aconselhável apenas ouvir uma opinião.

Fotos: Imgur

PUBLICIDADE