Cientistas descobrem que partículas de folhas de chá matam células do câncer de pulmão


PUBLICIDADE
Descoberta foi feita “sem querer” como a maioria das melhores coisas feitas pela ciência

Cientistas da Índia e da Universidade de Swansea, no Reino Unido, descobriram recentemente que as nanopartículas derivadas das folhas do chá podem inibir e destruir as células cancerígenas do pulmão.

A descoberta se resume a coisas estranhas, mas maravilhosas, conhecidas como pontos quânticos. É um tipo de nanopartícula que tem uma espessura 4 mil vezes menor que um fio de cabelo humano.

PUBLICIDADE

Eles são tão inimaginavelmente pequenos que foram capazes de penetrar nos nanoporos das células cancerosas e explodi-los com um efeito citotóxico, matando assim até 80% deles.

O uso de nanopartículas já está é explorado em  vários campos diferentes . Por exemplo, as empresas também estão usando tecnologia de pontos quânticos para fornecer qualidade de cor aprimorada para televisores, telas de exibição e painéis solares mais eficientes.

Eles também são úteis para a obtenção de imagens de tumores porque sua estrutura variável atribui propriedades fluorescentes únicas se forem atingidas pela luz. No entanto, o processo de usá-los na química orgânica é complicado, caro e pode ter efeitos colaterais tóxicos.

Imagens de microscópio de células de câncer de pulmão: esquerda não é tratada e direita é tratada com pontos quânticos. Universidade de Swansea 

 

Possível solução

Assim, a equipe se propôs a criar um método mais simples de produzir nanopartículas não-tóxicas, conforme detalhado na revista ACS Applied Nano Materials . Eles fizeram isso usando um extrato de folhas de chá de Camellia sinensis (chá verde, branco e preto) com dois outros produtos químicos.

Quando se tratava de ver se eles eram bons em bioimagiologia de células cancerosas, os pesquisadores notaram algo surpreendente: os pontos quânticos pareciam estar matando as células cancerígenas.

Foto: Dr. Catherine Suenne De Castro, Dr. Matthew Lloyd Davies and Dr. Sudhagar Pitchaimuthu

“Nossa pesquisa confirmou evidências anteriores de que o extrato de folhas de chá pode ser uma alternativa não tóxica para fazer pontos quânticos usando produtos químicos”, explicou o pesquisador-chefe do projeto, Sudhagar Pitchaimuthu, em um  comunicado .

“A verdadeira surpresa, no entanto, foi que os pontos inibiram ativamente o crescimento das células do câncer de pulmão. Nós não esperávamos isso.”

Não podemos nos precipitar

Deve ser enfatizado que isso não significa que beber chá irá prevenir ou “curar” o câncer de pulmão. É muito mais complicado do que isso.

Também se trata de uma pesquisa muito nova. O Dr. Pitchaimuthu disse à BBC News que eles imaginam que pode haver testes em seres humanos em dois anos e, estando tudo bem, talvez um tratamento viável em uma década.

No entanto, esta pesquisa infundida com chá mostra que os pontos quânticos poderiam ter alguma promessa real no campo da pesquisa do câncer e além.

“O próximo passo é ampliar nossa operação, esperamos que com a ajuda de outros colaboradores”, acrescentou o Dr. Pitchaimuthu. “Queremos investigar o papel do extrato de folhas de chá na imagem das células cancerígenas e a interface entre os pontos quânticos e a célula cancerosa”.

“Gostaríamos de criar uma ‘fábrica de pontos quânticos’, que nos permitirá explorar mais detalhadamente as maneiras pelas quais eles podem ser usados.”

Fonte: IFLS

POSTS PATROCINADOS