Cão passou quatro anos acorrentado no frio por seus donos o acharem ‘grande demais’


PUBLICIDADE
Diesel passou quatro anos acorrentado, por ser grande demais para ficar em casa

Diesel é um cão que, por quatro anos, viveu uma das piores dores: a indiferença. Durante todo esse tempo, ele viveu acorrentado e sozinho sem nenhuma proteção ou cuidado.

Quando a primeira família de Diesel o levou para casa, o escolheram porque era um cão muito peludo, o que o tornava fofo. Mas como qualquer cão da raça São Bernardo, ele cresceu tanto que não queriam tê-lo dentro de casa. A solução cruel, então, foi deixá-lo amarrado no frio e, simplesmente, ignorá-lo.

PUBLICIDADE

Então, uma pessoa se interessou por ele e seu proprietário disse que, se ele  conseguisse uma nova casa, poderiam levá-lo embora. Caso contrário, ele o abandonaria. Depois disso, a Sociedade Animal Advocates interveio e foram buscá-lo. Naquele dia, Diesel estava acorrentado no quintal em temperaturas de -40ºC , por isso estava à beira da morte.

Ele estava cheio de fezes, sangrando e estava muito triste. Todos sabiam que tinham muito trabalho a fazer por ele. Muitas pessoas que ouviram seu caso, mostraram sua vontade de adotá-lo, mas Diesel ainda não estava preparado para isso.
Depois de ter passado tanto tempo isolado, teve que reajustar a vida com humanos e contato com outros animais. Afinal, até agora só havia se defendido de animais selvagens que se aproximavam dele – essa foi uma das razões pelas quais ele estava tão ferido.
Finalmente, uma vida nova

Depois de um banho, Diesel começou a sentir-se muito mais feliz, já não estava mais com frio e não emanava odores desagradáveis. No entanto, após um exame médico, determinaram que ele tinha uma infecção. Seus olhos e nariz estavam constantemente pingando, sua língua estava cortada, na verdade faltava um pedaço dela, e sua mandíbula tinha uma fratura antiga.

Eles começaram a dar-lhe o tratamento que ele precisava e o castraram. O animal tinha o coração tão bom que, mesmo depois de sofrer tanto, jamais demonstrou qualquer atitude agressiva.

Finalmente, Diesel estava pronto para começar sua nova vida, então ele foi levado para outra cidade, onde uma nova família estava esperando por ele. Desde o início, o cão se adaptou muito bem e começou a apreciar o amor e a diversão oferecidos em sua nova e maravilhosa casa. O peludo é tão incrível, que se esqueceu de tudo o que passou nos últimos anos, como se nada de ruim tivesse acontecido.

Depois de seu resgate, Diesel viveu mais 5 anos até desenvolver um tipo de câncer associado à sua idade e acabou falecendo. Mas ele morreu sem dor, morreu feliz e em uma casa cheia de amor. Afinal, isso é o que importa.

Fonte: Zoorprendente

POSTS PATROCINADOS