Cafeteria comandada por pessoas com Síndrome de Down é inaugurada em São Paulo e pretende inspirar outros modelos de negócio no futuro


PUBLICIDADE

Muito se fala em inclusão social nos dias de hoje, mas nem sempre vemos isto na prática, não é mesmo?

Agora, uma cafeteria em São Paulo será comandada por pessoas com Síndrome de Down, uma iniciativa inédita no país. Além disso, o café terá um visual bem hardcore – a região escolhida é uma mistura de tribos urbanas – e os atendentes poderão ser vistos com coletes de couro e outros acessórios que remetem aos clubes de motociclistas.

PUBLICIDADE

Muito estilo, hein?

  • Luíza Camargo (esq.), Dani, Carol e Rodrigo

Conheça os funcionários: Luíza Camargo,19, Danielle Carnevalle, 22, Maria Carolina, 23 e Rodrigo Botoni com 39 anos. Rodrigo também teve participação no filme “Colegas”.

A iniciativa contou com o apoio de diversos parceiros e o Instituto Chefs Especiais, foi o responsável pela capacitação dos funcionários. Todos os quitutes também serão produzidos por pessoas com down e a renda será revertida para outras atividades inclusivas. Demais né?

O empresário Tedd Albuquerque, dono do restaurante “Como Assim”, foi quem cedeu o espaço físico para viabilizar o projeto. Fora isso, ele também deixará de servir sobremesas em seu restaurante para que sua clientela dê preferência à cafeteria. Se todos pensassem como ele, sem egoísmo, teríamos um país bem mais igualitário.

“Este café representa uma quebra de paradigma e esperamos abrir caminho para muitos espaços inclusivos. É um orgulho abrir as portas para esse trabalho,” declarou o empresário.

O ritmo de trabalho também será diferenciado. Aqui, não importa o tamanho da fila ou se o cliente estiver estressado. “As pessoas precisam estar abertas a uma experiência diferente”, conta Simone do Instituto Chefs Especiais.

O cardápio será em braille, voltado a pessoas com alguma deficiência visual e os clientes poderão triturar ou coar seus próprios cafés na mesa. A cafeteria já está funcionando e fica na Rua Augusta em São Paulo.

Que tal prestigiar essa iniciativa incrível?

Por Denise HsuFotos: Zanone Fraissat/Folhapress

POSTS PATROCINADOS