Cadelinha ‘sente a tristeza’ de estranho em aeroporto e se aproxima para consolá-lo


Cadelinha consola estranho em aeroporto
PUBLICIDADE

Os primeiros anos de vida da cadelinha Cora, uma Corgi de 7 anos, estiveram longe de serem fáceis. Antes de ser encontrada pela atual dona, Madison Palm, ela vivia em um lar marcado por sujeira, um cheiro insuportável e mais 20 cães que compartilhavam da negligência de seus donos.

A cadela foi adotada assim que a norte-americana a viu em um anúncio um tanto quanto incômodo. Uma página de compras online dizia que qualquer pessoa que ganhasse uma promoção poderia levá-la de graça. Não haveria nenhum critério para decidir onde a cachorrinha iria parar. E tal situação motivou Madison a buscar Cora diretamente na casa de seus proprietários.

PUBLICIDADE

As condições do animal eram deploráveis. Cora estava muito suja e há apenas dois meses havia dado à luz a filhotes. Tudo o que ela tinha para se alimentar eram restos de lixo, o que por consequência enfraqueceu seu organismo e fez com que seus pelos começassem a cair.

Emocionada com a situação da cadela, Madison imediatamente a levou para um veterinário assim que a teve para si. E lá, tudo começou a mudar para a mascote. Ela foi tratada, banhada, bem alimentada e chegou renovada até seu novo lar. Hoje, Cora é um animal completamente diferente.

Apesar de todas as dificuldades que enfrentou e toda negligência a qual foi submetida, Cora nunca perdeu a sua essência amorosa. E foi graças a esse jeitinho que a cadela se tornou conhecida após viralizar em um vídeo gravado pela dona em um aeroporto.

No registro, enquanto precisam esperar 6 horas por uma conexão, a cadelinha se depara com um senhor que aparenta fisionomia triste. Enquanto a tutora dormia, Cora se aproximou do idoso e se deitou ao seu lado para consolá-lo. E assim que a notou, ele retribuiu o carinho.

Em meio a toda simplicidade de um gesto, os cães mostram o quanto são amigos e especiais. E nem mesmo um passado traumático apagou a chama do amor de Cora.

Fotos: Reprodução
Fonte: Razões para Acreditar

POSTS PATROCINADOS