Bebê prematuro nasce com apenas meio quilo e desafia médicos para sobreviver


PUBLICIDADE

O sonho de Helen e Rhys, assim como o de muitos outros casais, era ter um filho. E eles ficaram muito felizes quando a mulher conseguiu ficar grávida.

Mas nem tudo seria tão perfeito quanto eles pensam. Quando veio ao mundo, Austin Douglas pesava 0,56 quilos, ou seja, apenas 560 gramas. E isso era um grande perigo para ele, os médicos inclusive diziam que ele não sobreviveria.

PUBLICIDADE

Isso aconteceu porque ele nasceu prematuro. Par você ter ideia, a pele dele era translúcida, seus órgãos estavam visíveis de tão magro que o bebê era.

Mas para a surpresa dos médicos, o pequeno Austin Douglas resistiu a duas infecções pulmonares e está indo tudo bem, agora que ele tem 10 semanas de vida.

Com o sucesso na recuperação, os pais do garotinho esperam levá-lo para casa logo.

A mãe dele, Helen, revela que poucos dias antes do nascimento, sua barriga começou a doer e sangrar: “Eu sabia que algo não estava certo e na manhã do dia em que nasceu, senti um impulso incrível de empurrar. Fui direto ao hospital e disseram que estava completamente dilatada, então não havia nada que pudesse ser feito para impedir que ele venha”, contou.

Apesar do sucesso, a mãezona revela o sofrimento que ela e Rhys passaram com o bebê: “Ele era translúcido e podíamos ver seus órgãos através de sua pele. Suas orelhas não se desenvolveram completamente e nem seus pulmões. A equipe médica levou-o e colocou-o em uma incubadora enquanto eles trabalhavam nele ao lado da minha cama. Era terrível, mas eu sabia que ele precisava de ajuda”.

Depois de sete semanas internado, Austin melhora a cada dia. “O seu batimento cardíaco é forte e a respiração é melhor cada vez mais todos os dias. Devemos tomar todos os dias de cada vez, mas nunca retive tanto na minha vida desde que ele veio para o mundo”, explica Helen.

“Eu o amo tanto e estou tão agradecido por todo o cuidado que o hospital teve com meu filho. Os médicos foram fantásticos e ainda estão ajudando a cuidar dele”, completa.

Um especialista do Leicester Mercury, local onde o bebê conseguiu melhorar, revela que “Estamos satisfeitos com o desempenho de Austin – ele demonstrou claramente que ele é um lutador. No entanto, ele continua com muito apoio e ainda tem um longo caminho a percorrer.”

Desejamos sucesso a Austin e seus pais. Esses verdadeiros guerreiros agora merecem apenas a felicidade.

Foto: Leicester Mercury

POSTS PATROCINADOS