70% das pessoas têm bactéria causadora de câncer. Saiba quando você deve entrar em alerta


Bactéria pode causar câncer letal
PUBLICIDADE

De acordo com estudos médicos, cerca de metade da população mundial vive com a bactéria Helicobacter pylori – a famosa H. pylori – em seu estômago. O número, que no Brasil chega a 70% dos habitantes, é assustador considerando o perigo que o penetra estomacal pode causar.

A bactéria está diretamente ligada a casos de gastrite e de úlceras, porém, seu ‘gran finale do mal’ é a possibilidade dela causar câncer de estômago. Isso ocorre porque ela faz com que o órgão produza mais ácidos e assim reduza a proteção da mucosa. Como consequência, ela é fragilizada e sofre o risco de lesões. Contudo, vale ressaltar que os casos de câncer são poucos – ainda assim, a guarda não deve ser baixada já que a probabilidade existe.

PUBLICIDADE

Decade3D – Anatomy Online/Shutterstock
Transmissão

Basicamente, a contaminação é causada, na maioria dos casos, pelo consumo de água ou alimentos contaminados. O contato direto com vômito ou fezes infectadas também representa uma dos principais motivos de tantas pessoas se contaminarem.

O mais comum é que a maioria dos casos ocorra na infância. Em especial em ambientes onde o saneamento e a higiene deixem a desejar. Em casos mais raros, beijos e objetos compartilhados (como copos, por exemplo) também podem ser responsáveis por contaminação.

Foto: Boston University
Sintomas e tratamento

Para diagnosticar com precisão a presença da H. pylori é necessário um exame de endoscopia. Além disso, algumas sintomas podem representar a existência da bactéria no organismo. Eles são:

  • Sintomas de gastrite;
  • Vômito;
  • Ânsia;
  • Perda de apetite;
  • Dor e/ou queimação abdominal;
  • Sensação de estufamento do estômago

O tratamento contra a bactéria é feito por meio de medicamentos antimicrobianos e inibidores de bomba de prótons (IBP) que ajudam a reduzir a acidez gástrica.

Fonte: Vix

POSTS PATROCINADOS